Corinthians chega com festa em Goiânia

O Corinthians foi calorosamente recebido na cidade de Goiânia no início da noite desta sexta. Primeiro por comissários de bordo e funcionários do Aeroporto Santa Genovena. Depois, por cerca de 500 torcedores que lutaram por um espaço para ver o desembarque dos ídolos. Aos gritos de ?Timão, ê, ô, timão, ê, ô? e ?é campeão, é campeão?, saudaram os jogadores, um a um. E não se importaram de apenas ver os atletas, que foram orientados pela Polícia Militar local a rapidamente seguir para o hotel.Cinqüenta policiais fizeram dois cordões de isolamento, para os jogadores passarem no meio até o ônibus. O frisson foi imenso quando Tevez, com uma touca preta na cabeça, com o número 10, passou. Nas janelas do ônibus, retribuíram o carinho com acenos e beijos. O técnico Antônio Lopes chegou a receber reverência dos animados goianos. Os mais exaltados chegaram a arriscar placar de 3 a 0 para o time paulista. Mesmo com a camisa do Goiás, muitos não se importavam em gritar o nome do Corinthians.?Este jogo vai ser igual aos duelos com o Flamengo de Zico, uma festa grande, com estádio lotado?, afirma o taxista Clemente. Torcedor do Goiás, vai torcer para que o Internacional seja campeão. ?Mas está muito difícil?, seguiu, para afirmar que a cidade está tensa com a possível invasão de corintianos.O vôo do Corinthians demorou 1h14. Nele, os jogadores, à exceção de Carlos Alberto que foi na parte da frente, trocaram boas gargalhadas. Já o meia passou boa parte da viagem dando autógrafos e tirando fotos. Além de auxiliar alguns passageiros comuns com suas bagagens.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2005 | 20h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.