Corinthians começa a viver nova era

O Corinthians está novamente de bem com a vida. Depois da classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, ao vencer o Joinville por 3 a 1, quarta-feira, em Joinville, a equipe está superando a má fase. Sinal dos novos tempos para um time que não ganhava três jogos seguidos havia onze meses, desde as vitórias sobre o Olimpia, do Paraguai, por 5 a 4, pela Taça Libertadores da América; por 3 a 0 contra o Araçatuba, pelo Campeonato Paulista; e por 2 a 1 diante da Ponte Preta, também pela competição regional. As partidas foram disputadas em abril de 2000. Em seguida o time "entrou em parafuso??, principalmente após ser desclassificado pelo Palmeiras, em junho, nas semifinais da Libertadores. No segundo semestre de 2000, a má fase chegou ao auge com 10 derrotas seguidas. O técnico Wanderley Luxemburgo, que retornou ao clube no início de fevereiro, já superou a campanha dos três treinadores contratados desde junho do ano passado: Oswaldo Alvarez, o Vadão, Candinho e Dario Pereyra. O índice de aproveitamento de Luxemburgo também subiu e já atinge 50%: em oitos jogos no comando da equipe, ele ganhou quatro, empatou dois e perdeu os outros dois. O treinador diz que não se prende a números e destaca que a ascensão do time é o resultado do trabalho, que começa a aparecer. "No futebol não se muda as coisas de uma hora para outra. O time passou por três treinadores, cada um com seu estilo, e, apesar das cobranças pelos resultados, estamos, com calma, conseguindo superar os problemas", diz o treinador, que comemorou a classificação antecipada na Copa do Brasil. "Sem a necessidade do jogo de volta, teremos mais tempo para treinar", ressalta. A nova fase do Corinthians está mudando também o comportamento dos jogadores. O meia Marcelinho, autor do terceiro gol do Corinthians na quarta-feira, já fala em voltar à seleção. "O time subindo, todos sobem. Com isso, não teremos só o Luizão na seleção, mas outros jogadores. É claro que eu sonho ser um dia chamado pelo Leão", admite o craque corintiano. A delegação do Corinthians voltou no fim da tarde de hoje de Joinville. Luxemburgo preferiu que os jogadores ficassem mais tempo na cidade catarinense para que pudessem descansar. Amanhã, o treinador define o time que enfrentará o Mogi Mirim, sábado, em Mogi-Mirim. O atacante Paulo Nunes, machucado, deverá ficar fora da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.