Corinthians começa o ano com vitória: 3 a 1 na Ponte

A estréia do Corinthians foi como de costume para o torcedor nos últimos tempos: vitória por 3 a 1 sobre a Ponte Preta, no Pacaembu, na abertura da Série A-1 do Campeonato Paulista 2007. O que fugiu do hábito foi a forma disso: com uma grande atuação do meio-campo Roger, que fez um gol olímpico, e um golaço do lateral Edson, num chute forte de longe do gol, além de Rosinei - quebrando um jejum de mais de um ano sem gols.Roger fez neste jogo o que há muito não se via dele. Comandou o meio-campo, puxando os contra-ataques, lançando bolas para os laterais e até dando carrinhos, ajudando na marcação. Chutou bastante a gol, sempre levando perigo. Mostrou que pode comandar o time rumo ao título. E garantiu o domínio do time alvinegro no jogo no primeiro tempo, só que a bola não entrou.O gol do Corinthians, olímpico, foi aos cinco minutos do segundo tempo, e trouxe alívio para a torcida no estádio. Parecia ser questão de tempo fazer o segundo gol, já que o time atacava bem, sendo conduzido por Roger, com Elton e Rosinei bem abertos e chegando à linha de fundo. Mas aí veio o erro. Aos 17 minutos, Castor chutou de fora, Marcelo rebateu e a bola sobrou para Marinho. Ao invés de chutar, ele tentou sair jogando e Finazzi, mais esperto, roubou a bola e chutou ao gol, para empatar por 1 a 1. A sorte voltou quando Edson, aos 24 minutos, vindo pela esquerda, cortou para o meio e chutou forte ao gol, sem chances de defesa para o goleiro Aranha.Já nos acréscimos, aos 46 minutos do segundo tempo, Rosinei fez o gol que fechou o placar. Recebeu um cruzamento certeiro de Christian, pela esquerda, driblou Aranha na pequena área, quase se atrapalhou, mas garantiu a vitória e a vantagem no placar.Motivos para reclamação com a derrota a Ponte tem. Aos 26 minutos, ainda do primeiro tempo, num lançamento para Finazzi, o auxiliar erroneamente marcou impedimento. Na jogada, o time campineiro faria o gol. E os corintianos podem reclamar com o estreante Jailson: aos 43 do mesmo tempo, ele recebeu sozinho de frente para o gol. Demorou para chutar, driblar ao goleiro e ainda finalizou em cima da defesa. O que volta à tradição é a esperança da torcida com o começo do ano em ser campeão. O time fez a lição de casa e agora joga no domingo contra o São Bento, em Sorocaba. Já a Ponte faz a primeira partida em Campinas, pois recebe o Rio Claro, no sábado.Ficha técnica:Corinthians 3 x 1 Ponte PretaCorinthians - Marcelo; Rosinei, Betão, Marinho e Edson; Marcelo Mattos, Magrão, Elton (Daniel) e Roger; Amoroso (Wilson) e Jailson (Christian). Técnico: Emerson Leão.Ponte Preta - Aranha; Dionísio, Anderson, Zacarias e Dic (Pará); Ismael (Castor), Ricardo Conceição, João Marcos e Emerson; Anderson Luiz (Josimar) e Finazzi. Técnico: Wanderley Paiva.Gols - Roger, aos 5, Finazzi, aos 17, Edson aos 24 e Rosinei aos 46 minutos do segundo tempo. Cartão amarelo - Edson, Dic, João Marcos, Ricardo Conceição, Josimar e Zacarias. Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira (SP). Público - 24.114 pagantes. Renda - R$ 377.534,00. Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.