Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians comemora sucesso das ações de marketing

Somente neste ano, clube paulista já lucrou R$ 3,5 milhões; promessa é de outras novidades em 2009

Fábio Hecico - O Estado de S.Paulo,

26 de setembro de 2008 | 19h42

Assim que assumiu a presidência do Corinthians, um ano atrás, Andrés Sanchez convidou Luiz Paulo Rosemberg para a vice-presidência de marketing. Queria colocar a marca do Corinthians em evidência. Nesse período, o clube já lançou seis diferentes modelos de camisa, agência de turismo, filme (entra em cartaz no próximo ano), TV via internet, o programa Fiel torcedor e segue na promessa de muitas outras novidades pela frente. Resultado: lucrou cerca de R$ 3,5 milhões e comemora o sucesso da divulgação de seus produtos.Veja também:Nesi Curi segue passos de Dualib e pede desligamentoJogo do Corinthians terá esquema especial de segurançaCorinthians encerra preparação com treino descontraído Brasileirão Série B - Classificação Brasileirão Série B - Resultado / Calendário Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão"Todo dia eu durmo pensando em criar algo que possa render dinheiro para o clube", revela Caio Campos, gerente de marketing, feliz da vida por receber carta branca de Rosemberg para ousar. "Ele acredita nas pessoas do ramo, dá liberdade para fazermos acontecer. Isso colabora demais. Somos apenas seis pessoas, mas criativas."A "ousadia" começou no fim do ano passado. Logo após a queda do time para a Série B, o pessoal do marketing resolveu investir na disputa. A estratégia era se aproximar da torcida, apelar para o amor do corintiano para reerguer a auto-estima o mais rapidamente possível. Foi aí que veio a idéia de lançar a camisa "Eu nunca vou te abandonar", aproveitando um refrão da torcida, numa das claras demonstrações de paixão por um time de futebol."Tínhamos acabado de cair. Então, fizemos um teste: colocar uma pré-venda no site para ver como seria a repercussão do corintiano após a queda. Não podíamos errar", revela Caio. "Foi a maior loucura que fiz na vida. No primeiro dia o lote de três mil camisas se esgotou, colocamos o segundo, com cinco mil, e também vendeu tudo, um sucesso."A camisa até hoje é recordista de vendas. Em 10 meses de lançamento, já rendeu aos cofres do clube impressionantes R$ 1,2 milhão. Num único dia, foram negociadas 20 mil peças. No total, mais de 200 mil. Atualmente, são entre 5 e 10 mil por mês. O problema é que gera lucro de apenas R$ 6 por peça comercializada. Seu preço sugerido nas lojas é de R$ 39,90.Agora está em foco uma jogada destemida: o torcedor que quiser participar da campanha "O Timão é sua cara", terá de pagar R$ 1 mil para colocar a sua foto em uma das 10 camisas do time, que serão utilizadas no dia 22 de novembro, diante do Avaí, o último jogo em casa na segunda divisão. Em cada venda, são R$ 680 de lucro. Até esta sexta-feira, pouco mais de 500 espaços já haviam sido vendidos."Triplicamos as vendas em menos de um ano", comemora Caio, satisfeito com os cerca de 25% de ajuda na redução da dívida alvinegra em R$ 14 milhões - sem contar o pagamento de dívidas trabalhistas com Emerson Leão, Daniel Passarella, Nilmar e o clube Lyon, avaliadas em pouco mais de R$ 10 milhões. "Em novembro, faremos um balanço final, mas com certeza vamos superar, em muito, o planejamento inicial. Vamos dedicar o mês de dezembro para pensar em 2009."ROXOA camisa roxa também brilhou, rendendo pouco mais de R$ 120 mil de lucro com a venda de 150 mil peças. Hoje, por incrível que possa parecer, é mais vendida do que a branca e a preta. "Todos os torcedores perguntam quando vamos jogar com ela e se eu tenho uma para presenteá-los", conta o zagueiro e capitão William. "Ela não substituirá as cores tradicionais do clube, mas é bem bonita e acho legal jogar com ela." Até agora, foi usada em apenas duas partidas - contra o Fortaleza, na Copa do Brasil, e o Brasiliense, na última terça-feira.Até o Timão Tur, um pouco sumido da mídia, segue dando lucro. O clube fechou em no máximo 40 pacotes por jogo, e passa dos 50% de retorno, levando entre 20 e 26 torcedores para as partidas.Decepção mesmo ocorreu com a TV Timão. "Estipularam 100 mil assinaturas. Mas quem gosta de internet não se dispõe a pagar pelos serviços", lamenta Caio. Hoje, são 6 mil cadastrados e 2,6 mil assinantes. Cada um paga R$ 10 pelo serviço. Diante do fracasso, o projeto passará por reavaliação. No fim do ano, deixará de ser pago e passará para a grade de quem tem TV via satélite. "Vamos ganhar com os anunciantes", diz, em primeira mão, o gerente de marketing. No primeiro dia na rede, de graça, o TV Timão teve 1,2 milhão de acessos - e o sistema saiu do ar.MAIS NOVIDADESTrês projetos estão na pauta e podem ser lançados ainda esta temporada: Nascer Fiel, Miss Fiel e miniaturas dos jogadores. O Nascer Fiel seria uma espécie de batismo corintiano, como já faz o São Paulo. A diferença é que o bebê seria realmente batizado no clube. "A iniciação seria na bica de São Jorge", conta Caio.O Miss Fiel será um concurso para eleger a mais bela corintiana e o lucro viria dos SMS (mensagens de texto via celular) com os votos que o torcedor daria. A miniatura seria negociada nas lojas oficiais e apenas os direitos de imagem estão sendo analisados para que haja o lançamento. Os bonecos seriam confeccionados na China.O técnico Mano Menezes também está ganhando uma homenagem. A camisa "Mano do Mano" já começa a ir para as lojas. "Todo este sucesso só foi possível porque fizemos coisas destinadas aos torcedores", emenda Caio, com largo sorriso no rosto.PIRATARIAResponsável pela confecção de vários produtos oficiais do Corinthians, a Nike, em parceria com o marketing corintiano, vai lançar nos próximos dias uma linha de produtos a preços populares para tentar combater a pirataria. Tudo o que o clube lança, em poucos dias é possível encontrar, com qualidade inferior, mas preços convidativos, com marreteiros.Até na frente do Parque São Jorge é possível comprar imitação da camisa oficial. "A pirataria atrapalha muito, faz com que a gente tenha um bom prejuízo", informa a assessoria da Nike, sem precisar qual o tamanho da perda.O torcedor mais desatento pode comprar camisas imitações com algumas falhas bisonhas. No lugar da "Eu nunca vou te abandonar", já fizeram um clone com "Eu não te abandonarei." A camisa roxa é a com pior imitação. Alguns ambulantes negociam o produto nas cores azul-marinho e lilás, mas anunciam que é roxa. Os preços são 80% menores aos da camisa oficial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.