Corinthians complica vida do Botafogo

O Corinthians não levou em consideração o desespero do Botafogo, ganhou e ocupa agora a 5ª colocação no Campeonato Brasileiro. Mesmo não tendo mais qualquer aspiração na competição, afinal já havia assegurado vaga na Sul-Americana, bancou o visitante indesejado, venceu o jogo por 2 a 1 e deixou os cariocas a 1 ponto da zona de rebaixamento. O time comandado por Paulo Bonamigo decide seu futuro na última rodada, contra o perigosíssimo Atlético-PR, na Arena da Baixada.O meia corintiano Fábio Baiano, como bom ex-flamenguista (jogou lá por 10 anos), cumpriu a promessa de afundar o adversário. Marcou o primeiro da equipe e foi um dos melhores em campo até ser substituído no segundo tempo, por Rosinei. Em sua saída do gramado de Caio Martins, radiografou a partida: ?Nos aproveitamos dos erros e do nervosismo deles?.O Corinthians nem teve mesmo de fazer muita coisa para conseguir três pontos. Bastou seguir o roteiro mais que manjado do restante do Brasileiro. Fábio Baiano, na força, carregava pelo meio ou Gil, na esquerda, com habilidade, se incumbia de criar a jogada. Aos 32, Gil avançou pela lateral, parou a bola e encontrou Fábio Baiano na entrada da área. O meia ajeitou e colocou no canto direito do goleiro Jefferson. ?Já podíamos ter matado o jogo, estamos bem, criando oportunidades, vamos ver se mantemos isso no segundo tempo?, disse o goleiro Fábio Costa.Alex Alves, de cabeça, empatou, aos 6 minutos. O time carioca marcou o gol e passou a jogar melhor. Também pudera, era o único com algum objetivo na partida. Precisava da vitória desesperadamente para escapar da ameaçada do rebaixamento. Pressa, desespero, no entanto, já está provado, atrapalha no futebol. Aos 11, cinco minutos após o empate, Wendel dominou a bola sozinho fora da área, pegou de primeira e acertou o gol: 2 a 1.Aos 19, Alex Alves poderia mais uma vez ter empatado. Pegou com estilo, forte, mas a bola quase saiu do estádio. O time tinha pouca organização, mas esbanjava vontade. Só que isso não era o bastante. Desordenado e sem criatividade, a equipe carioca não conseguiu furar a forte marcação do Corinthians. Aos 44, na última chance de garantir um precioso pontinho, Luiz Cláudio cabeceou a bola no travessão. Ficou nisso. No fim da partida, dois torcedores invadiram o campo para protestar. ?O treinador chegou e arrumou o time, está de parabéns o time do Corinthians?, afirmou o volante Fabinho. Pelo lado do Botafogo, Ricardinho lamentava. ?Infelizmente não deu, vamos ver se na Arena da Baixada a gente se sai melhor,? disse.[classificação]   [resultados]  [próximos jogos]  

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.