Leandro Teysseire/Efe
Leandro Teysseire/Efe

Corinthians confirma recusa, mas não desiste de contratar Tevez

Mesmo sem aumentar a proposta, diretor acredita que ainda pode conseguir o reforço argentino

Fabio Hecico, O Estado de S. Paulo

13 de julho de 2011 | 16h55

SÃO PAULO - O Corinthians confirmou oficialmente nesta quarta-feira que recebeu um e-mail do Manchester City recusando a proposta feita para a contratação do atacante argentino Carlitos Tevez. Mas a diretoria corintiana mantém a esperança de conseguir o reforço, apostando na pressão do jogador para deixar o clube inglês.

Na última terça-feira, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, revelou ter feito uma proposta de cerca de R$ 90 milhões ao Manchester City - esse valor seria dividido em quatro parcelas nos próximos quatro anos, a serem pagas com parte do dinheiro da venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro.

Mas o clube inglês não parece disposto a negociar o principal jogador do seu elenco, principalmente agora, quando disputará a Liga dos Campeões da Europa pela primeira vez na história. Nem mesmo o desejo declarado de Tevez de deixar a Inglaterra pesou. Assim, o Manchester City recusou a proposta corintiana.

Mesmo sem aumentar a proposta, o Corinthians acredita que ainda pode conseguir o reforço argentino. Tevez parece decidido a não voltar para a Inglaterra, onde sua família não conseguiu se adaptar, e faz pressão para ser negociado pelo Manchester City. Diante disso, a direção corintiana está otimista com um final feliz.

"O Corinthians segue esperançoso. Ainda falta uma semana [para o fim da janela]. A vontade do jogador segue como grande trunfo. Não podemos passar uma falsa ideia para a torcida, mas o Corinthians vai seguir na negociação até o fim da janela", diz Duílio Monteiro Alves, diretor de Futebol do time.

Tevez já fez bastante sucesso com a camisa corintiana - chegou ao clube em 2005, quando foi campeão brasileiro, e foi embora no ano seguinte. E avisou que gostaria de voltar ao Parque São Jorge. Mas o Corinthians tem pressa para resolver o negócio, porque a janela de transferências internacionais fecha no dia 20 de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.