Corinthians conquista a Copa SP de Juniores pela 7.ª vez

Equipe alvinegra derrota o Atlético-PR por 2 a 1, no Pacaembu, com gols de Jorge Henrique e Jadson

Tercio David, estadao.com.br

25 de janeiro de 2009 | 13h01

Com direito a um drama no final, tendo dois jogadores expulsos, o Corinthians conquistou o seu sétimo título da Copa São Paulo de Juniores neste domingo, no Pacaembu, ao bater o Atlético Paranaense por 2 a 1. Fernando Henrique e Jadson foram os autores dos gols corintianos e Patrick marcou para a time paranaense.Veja também:  Mais imagens da festa do Corinthians Copa São Paulo 2009 - Tabela e classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoO primeiro tempo foi o de uma típica final: com os dois times mais preocupados em marcar o adversário do que em fazer gols. Mas mesmo assim, as duas equipes, mostrando boa formação e aplicação tática, tiveram suas chances de tirar o zero do placar, pelo menos uma para cada lado.No Corinthians, quem teve a melhor chance foi Boquita, aos 43. Após bela troca de passe na área, ele recebeu livre na linha da pequena área, mas o chute saiu torto e a bola saiu por cima do gol.O Atlético-PR perdeu sua grande chance logo em seguida. Após jogada pela direita de Raul, a bola encontrou o pé direito de Lucas Sotero, que mandou de primeira, rente á trave esquerda de André Dias.O segundo tempo começou com o Corinthians perdendo mais um gol, num lance semelhante ao do primeiro tempo. Boquita bateu cruzado, a bola bateu na zaga e sobrou para Douglas, livre na pequena área. Mas a conclusão do lance foi péssima e ele acabou mandando por cima.O jogo duro e o placar apertado acabaram irritando alguns jogadores. Quem levou a pior foi o Atlético, que teve Bruno Costa expulso após dar um tapa em Fernando Henrique, em uma disputa de bola no campo de ataque atleticano.E foi rotina o Corinthians perder gols na pequena área. Aos 19, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Fernando Henrique, que acabou se desequilibrando e errando completamente o chute. Na jogada, os corintianos ainda pediram um toque de mão do zagueiro atleticano, mas o árbitro nada marcou.  corinthians 2 Andre Dias     ; Rafael Almeida     , Nando, Guilherme      e Bruno Bertucci; Douglas, Sasha, Marcelinho e Boquita     ; Jadson (Vinicius Ramos) e Fernando Henrique (Arnon) Técnico: Adaílton Ladeira  Atlético-PR 1 Santos; Manuel, Marcão (Guilherme Batata) e Bruno Costa     ; Raul, Fransergio, Willian, Lucas Sotero (Bruno Testa) e Denis; Salles (Marcelo) e Patrick Técnico: Marquinhos Gols: Fernando Henrique, aos 30, Jadson, aos 38, e Patrick, aos 39 minutos do segundo tempo.Árbitro: Fabio de Jesus Volpato MendesRenda: R$ 176.388,00Público: 34.519 espectadoresEstádio: Pacaembu, São Paulo (SP)Com um a mais, o Corinthians deu inicio à tática da "pressão total", jogando praticamente no campo do Atlético desde o retorno da paralisação para reidratação, aos 22.De tanto martelar, o Corinthians finalmente conseguiu seu primeiro gol aos 30. Douglas chutou da entrada da área, a bola bateu na zaga e voltou para ele mesmo, que rolou para Fernando Henrique chutar cruzado, no ângulo de Santos.O Corinthians chegou ao segundo gol com facilidade. Aos 38, Boquita fez boa jogada pela direta e cruzou. Fernando Henrique tentou o arremate, mas só desviou. A bola sobrou para Jadson, que bateu forte, sem chance para Santos.Mas, o que parecia ser o inicio da festa, virou um drama para o Corinthians. Aos 39, Patrick aproveitou bobeada da zaga corintiana, se antecipou ao goleiro André Dias e fez para o Atlético-PR.A pressão do Atlético aumentou até o final. Os corintianos sentiram, principalmente Boquita e Guilherme, que acabaram expulsos nos minutos finais. A apreensão dos 34 mil torcedores durou até o apito final, mas depois, veio a comemoração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.