Corinthians conta com Dentinho para embalar no Paulistão

Mano muda novamente na equipe, que deve contar com André Santos como meia; Herrera volta ao ataque

Marcel Rizzo e Vítor Marques, Jornal da Tarde

11 de março de 2008 | 21h20

O Dentinho 2008 que faz gols está mais forte, corre melhor e se cansa menos do que o Dentinho 2007, que pecava pela falta de pontaria. Essa evolução física é uma das explicações para a boa fase do artilheiro corintiano Bruno Bonfim, escalado para a partida da noite desta quarta-feira, às 21h45, contra o Rio Preto. O jogo, válido pelo Paulistão, terá acompanhamento online do estadao.com.br.Veja também: Corinthians contrata Wellington Saci, para a Série B Classificação Calendário / Resultados Corinthians, Grêmio e São Paulo negam procura a MineiroDados do preparador físico Flávio Trevisan comprovam a transformação do garoto de 19 anos, que foi promovido ano passado das categorias de base. "Sentimos uma diferença muito grande no Dentinho desde o início do nosso trabalho no Corinthians", afirma Trevisan. "Ele ganhou força, massa muscular e aumentou sua resistência anaeróbia."Este é o primeiro ano em que Bruno Ferreira Bonfim fez a pré-temporada juntamente com o time profissional. Até o ano passado, ele, Lulinha e outras promessas freqüentavam categorias de base, onde o nível de exigência física é menor.Após ser decisivo na vitória sobre o Guaratinguetá, Dentinho relacionou os gols que tem feito ao seu emocional. "Ano passado eu via o gol e ficava nervoso. Hoje estou tranqüilo."Mas também reconhece, em depoimento ao JT, que sua evolução física contribui para seu momento de matador. "Noto diferença na finalização. Sinto que meu chute está mais forte. Não é à toa que venho marcando mais gols."Segundo Trevisan, Dentinho é submetido aos trabalhos de preparação física com todo o restante do grupo e, pela sua idade, a metas individuais.MAIS FÔLEGOEle faz exercícios específicos de musculação, além de ter a alimentação supervisada por uma nutricionista. "Isso tudo fez com que seu percentual de gordura caísse e a massa muscular aumentasse."Em 2007, Dentinho atuou em 20 partidas no time principal. Na maioria delas entrou no decorrer do jogo. Na era Mano Menezes, a história é diferente. O camisa 31participou de 13 dos 14 jogos do time na temporada e conquistou vaga de titular.Com mais tempo em campo, Dentinho balançou mais as redes. Se ano passado ele marcou dois gols, em 2008 já deixou sua marca oito vezes, somando as campanhas no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil.Para Trevisan, Dentinho se firmou como titular, entre outros aspectos, porque não é mais jogador de segundo tempo. "Ele agüenta jogar 90 minutos sem ser substituído." VELOCISTA E GOLEADORMano Menezes vê no campo a evolução do atleta. "Quando cheguei percebi que a principal deficiência dele era fazer gol. Hoje ele é velocista e goleador." Quem o conhece há anos e participou da formação de Dentinho como atleta profissional não se surpreende com seu sucesso. "Na base ele sempre foi artilheiro", conta Zé Augusto, um dos primeiros técnicos do garoto no Corinthians. "O Dentinho encorpou, com espírito de profissional. É bom finalizador, chuta e cabeceia bem", elogia Zé Augusto, que dirigiu o Corinthians em parte da campanha do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. "Ele está entrando em um momento melhor, e isso é importante", diz o treinador, que voltou às categorias de base.ANDRÉ SANTOS NA MEIACom lesões e suspensões, Mano Menezes precisa a cada jogo "inventar" na escalação. E contra o Rio Preto não será diferente. O treinador pretende escalar o lateral-esquerdo André Santos, que retorna de suspensão, no meio-de-campo. "Com isso eu ganho o poder ofensivo do André. Ele pode muito bem ser o quarto homem do meio-de-campo", disse o treinador.  Rio PretoMarcelo Bonan; Xandão, Éder Baiano e Rafael Silva; Rafael Lomas, Tobias, Mário André, Ricardinho e Jorginho; Wesley e Robson.Técnico: José Carlos Serrão CorinthiansFelipe; Carlos Alberto, Chicão, William e Carlão; Fabinho, Perdigão, Diogo Rincón e André Santos; Dentinho e Herrera.Técnico: Mano MenezesÁrbitro: Robério Pereira PiresEstádio: Anísio Haddad, em São José do Rio Preto, SPHorário: 21h45TV: Globo e BandAndré não vê problema em mudar de posição. Contratado como solução para a lateral-esquerda, ele tem se destacado mais ofensivamente do que atrás. "Não tenho restrição alguma. Comecei minha carreira jogando no meio e depois fui passado para a lateral. Se for para ajudar, vou me esforçar ao máximo."No ataque, outra mudança: Acosta foi vetado pelo departamento médico por causa de dor muscular. Herrera retorna. Na vaga de Bóvio, que está suspenso, joga Perdigão."Teremos um time bem compactado, para encarar um rival que está crescendo nas últimas rodadas", avisou Mano Menezes.O Corinthians precisa vencer para se manter na zona de classificação para as semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.