Gonçalo Junior/Estadão
Gonçalo Junior/Estadão

Corinthians contabiliza 180 cadeiras quebradas por torcida do Colo-Colo na Arena

Grande quantidade de torcedores chilenos foi ao setor destinado ao clube visitante no estádio corinthiano

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2018 | 15h18

O Corinthians contabilizou 180 cadeiras quebradas no setor dos visitantes, após a vitória por 2 a 1 contra o Colo-Colo, quarta-feira, na Arena Corinthians, na partida que definiu a eliminação da equipe nas oitavas de final da Libertadores.

Antes do início do jogo, houve confronto entre policiais e torcedores chilenos. O motivo teria sido a instalação de uma faixa da torcida visitante. Imagens das câmeras de tevê captaram a ação da polícia contra os torcedores e a presença de crianças.

Embora em número reduzido, os torcedores chilenos fizeram grande festa na Arena Corinthians. No final do primeiro, quando o jogo estava empatado por 1 a 1, eles foram os únicos ouvidos no estádio. No final do jogo, comemoraram a classificação como se fosse a conquista de título.

É a segunda vez que a Arena Corinthians sofre com o vandalismo de torcedores chilenos. No ano passado, na Copa Sul-Americana, torcedores da Universidad de Chile quebraram 218 cadeiras do setor. A conta foi enviada para o clube chileno, que cobriu os prejuízos.

Naquela ocasião, chilenos arrancaram cadeiras da arena para atirá-las contra os corintianos. Depois, eles jogaram esses assentos destruídos nos próprios policiais, que responderam com violência. No intervalo do primeiro para o segundo tempo, a PM prendeu cinco torcedores que teriam iniciado o quebra-quebra e a ação irritou os demais chilenos. No total, 26 chilenos foram presos, mas acabaram liberados depois de algumas semanas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.