Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians corre risco de punição

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a partir desta quinta-feira, terá três dias úteis para se pronunciar sobre o episódio da invasão de campo de torcedores corintianos, durante a goleada sofrida para o Atlético-PR, por 5 a 0, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A súmula do confronto chegou nesta quarta-feira ao tribunal e será despachada na quinta pelo seu presidente, Luiz Zveiter. O presidente do STJD encaminhará o documento para a procuradoria de uma de suas comissões disciplinares. E o responsável por analisar a súmula poderá, se achar necessário, solicitar alguma medida preventiva contra o Corinthians, como por exemplo, a interdição do estádio do Pacaembu. Ou, se não julgar necessário, terá a prerrogativa de até mesmo não apresentar denúncia.Mas, dificilmente, a procuradoria do STJD deixará de denunciar o Corinthians. Na súmula, o árbitro Márcio Rezende de Freitas relatou que dois torcedores do clube invadiram o gramado e paralisaram a partida.Por causa da invasão, o Corinthians pode ser denunciado em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). As punições vão desde a interdição do Pacaembu e perda de mando de campo por no máximo três jogos até o pagamento de multas que oscilariam entre R$ 5 mil e R$ 500 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.