Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians

Corinthians dará folga aos jogadores na Copa América e fará dois amistosos

Carille revela programação durante a pausa nas competições dos times e reclama da maratona de jogos

João Prata, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 16h13

O Corinthians já definiu o planejamento para o elenco durante a pausa da Copa América. O técnico Fábio Carille disse em entrevista coletiva nesta quarta-feira que os jogadores ganharão um período de folga e depois farão dois amistosos.

"Vamos dar uma folga de sete dias, tenho dois períodos grandes para trabalhar, já com dois amistosos confirmados”, comentou. A assessoria de imprensa do Corinthians informou que as partidas serão contra o Botafogo-SP e o Vila Nova. 

No dia 29 de junho, a equipe irá até Ribeirão Preto para enfrentar o Botafogo, às 16h, no estádio Santa Cruz. Em 4 de julho, o Corinthians enfrenta o Vila Nova-GO, às 19h30, em Goiânia. O time alvinegro fará seu último jogo antes da Copa América dia 12 de junho no clássico com o Santos pelo Campeonato Brasileiro. Depois só volta a campo oficialmente em 14 de julho, contra o CSA, também pela competição nacional

Como muitos dos 12 reforços da atual temporada chegaram durante as competições, a pausa nos torneios servirá para Carille dar mais entrosamento ao elenco, especialmente para o setor ofensivo, que pouco tem produzido. "Estamos num processo de melhora. É uma ideia do Corinthians, já de alguns anos, de pressionar o tempo todo, mas para isso precisa treino. Achei que minha semana seria melhor em intensidade, mas tivemos de usar também para recuperação. A cada jogo será melhor, mas as vezes vou ter que dar um passo atrás. Nesses próximos jogos, de Grêmio e Flamengo, queremos ter a ideia de pressionar", avaliou

Carille também comentou sobre a sequência de jogos que o Corinthians fará até a pausa da Copa América. Até agora, o time alvinegro já fez 29 partidas. Até o clássico com o Santos serão mais dez jogos entre Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

"Fiz questão de buscar os números do Boselli no México. Em seis anos, ele fez 220 jogos, média de 36 jogos por ano. Até a nossa parada da Copa América, vai dar 39 jogos. Esse mês tenho dez jogos. Dez! Não consigo fazer planejamento e estratégia, trabalho o dia a dia com o que os médicos e membros do departamento físico me passam", afirmou.

Quem joga?

O Corinthians volta a campo no sábado para enfrentar o Grêmio, em Itaquera, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Para a partida, o treinador deverá contar com os retornos do zagueiro Henrique, do lateral-esquerdo Danilo Avelar e do volante Junior Urso. O treinador, no entanto, não confirmou a escalação.

"Estou pensando muito no Corinthians, a princípio. Não sei com quais jogadores eles (Grêmio) virão, já que vêm priorizando os campeonatos de mata-mata. Mas olho para o Corinthians e digo: temos tudo para ser intensos".

 

Por causa da sequência de jogos que virá, o treinador avisou que adotará cautela especialmente com os atletas que estão voltando do departamento médico. Como Junior Urso está fora desde o primeiro jogo da final do Paulista, a tendência é que comece no banco de reservas. “Você precisa do elenco todo nas mãos. Eu tinha seis jogadores no Departamento Médico e mais dois jogadores cansados. Já venho de uma sequência pesada, mas agora teremos outra", disse.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.