Epitácio Pessoa/Estadão - 30/7/2012
Epitácio Pessoa/Estadão - 30/7/2012

Corinthians decreta luto de sete dias por morte de torcedor boliviano

Jogadores usarão tarjas pretas nos braços das camisas, em sinal de respeito ao falecimento

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2013 | 12h02

SÃO PAULO - O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, decretou luto oficial de sete dias no clube pela morte do torcedor Kevin Beltrán Espada. O jovem boliviano, de 14 anos, foi atingido por um sinalizador durante o empate por 1 a 1 entre a equipe paulista e o San José, na cidade de Oruro, na última quarta-feira, pela Libertadores. Mesmo sendo prontamente atendido, ele não resistiu.

Segundo a nota divulgada no site oficial corintiano, o clube deve entrar em campo diante do Bragantino, neste domingo, pelo Campeonato Paulista, e contra o Millonarios, na próxima quarta-feira, pela Libertadores, com tarjas pretas nos braços das camisas, em sinal de respeito ao falecimento.

"Sensibilizado, consternado e solidário com os familiares e amigos do torcedor Kevin Beltrán Espada face ao seu falecimento ocorrido na partida de ontem frente ao San José, na cidade de Oruro, na Bolívia, o Sport Club Corinthians Paulista decreta luto oficial de sete dias, devendo sua equipe atuar nos jogos contra Bragantino e Millonarios com tarja preta nos braços, em sinal de extremo respeito pela perda irreparável", dizia a nota.

Logo após o primeiro gol corintiano na partida de quarta-feira, ainda no primeiro tempo, um sinalizador que partiu do "setor onde estava localizada a torcida visitante", como explicou a polícia boliviana, atingiu Kevin Beltrán Espada. Os policiais entraram em ação e prenderam 12 torcedores do clube paulista, que seguem detidos em Oruro. A investigação deve continuar pelos próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.