Corinthians define: Tite continua

Depois que Vanderlei Luxemburgo anunciou que iria permanecer no Santos, a diretoria do Corinthians tratou de se mexer e, no final da tarde desta quarta-feira, decidiu-se pela renovação do contrato do técnico Tite para a temporada 2005. O treinador deverá acertar detalhes do novo contrato - duração, salário e eventuais cláusulas de rescisão - já nesta quinta-feira. O acordo foi fechado no final da tarde depois de uma reunião dos dirigentes do Corinthians com representantes da MSI. No final da reunião, o supervisor Paulo Angioni ligou para Tite, que está em Florianópolis, para informar ao treinador que ele continuaria.Quando Tite assumiu, o Corinthians estava na zona do rebaixamento e mesmo com uma equipe limitada do ponto de vista técnico, conseguiu chegar em quinto lugar no Campeonato Brasileiro. Apesar de ser o preferido dos jogadores e torcedores, Tite nunca chegou a ser unanimidade entre os dirigentes da MSI, que haviam deixado claro que preferiam Luxemburgo. Tite sabia disso e chegou mesmo a dizer que não trabalharia com a empresa. Só que nas últimas rodadas do campeonato - diante de manifestações emocionadas de apoio da torcida e dos atletas - ele passou a admitir a possibilidade de continuar no Parque São Jorge. Nesta quarta-feira ele reconheceu que o último obstáculo para a sua permanência no Corinthians havia sido derrubado com o acordo entre Luxemburgo e Santos. ?Nesta história deixei meu orgulho e minha vaidade de lado, porque as pessoas são mais importantes. Eu queria mesmo continuar no Corinthians?, disse o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.