Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Corinthians visita Deportivo Cali e quer encerrar jejum fora de casa na Libertadores

Adversário colombiano é o antepenúltimo colocado da liga e venceu apenas uma em casa nos últimos quatro jogos

Pedro Ramos, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2022 | 05h00

O Corinthians sabe que uma vitória sobre o Deportivo Cali, nesta quarta-feira, às 21h, na Colômbia, não garante a classificação à próxima fase da Libertadores, mas seria um passo importante para avançar de fase. Líder do Grupo E com seis pontos, o time tem dois a mais que o adversário colombiano e o Always Ready. Já o Boca Juniors ocupa a lanterna, com apenas três pontos.

O time quer melhorar seu desempenho fora de casa na Libertadores e vem de derrpota para o Always Ready por 2 a 0, neste ano, na Bolívia, no primeiro jogo como visitante. Na edição 2020, foi superado pelo Guaraní, no Paraguai, na pré-Libertadores, e dois anos antes pelo Colo-Colo, no Chile, nas oitavas de final. A última vitória longe do Brasil foi na fase de grupos de 2018, quando atropelou o Deportivo Lara por 7 a 2, na Venezuela.

A notícia positiva é que o adversário colombiano passa por um momento complicado. O Cali venceu apenas um dos últimos quatro jogos que fez em casa, quando bateu o Boca Juniors por 2 a 0, também pela Libertadores. Uma das derrotas no período foi para o Fortaleza-COL, da segunda divisão, por 3 a 1 no jogo de ida das quartas de final da Copa da Colômbia. O Deportivo Cali deposita suas fichas na classificação ao mata-mata da Libertadores enquanto vive um drama na liga colombiana. A equipe, que é a atual campeã, está apenas na 18ª posição do Apertura após 18 rodadas e tem o segundo pior ataque, com 13 gols. 

O Corinthians pode ter dois desfalques importantes para o jogo. O volante Paulinho é ausência certa após romper o ligamento cruzado anterior no joelho esquerdo. O jogador vai passar por cirurgia e a previsão de retorno é de seis meses. A dupla de volantes diante do Deportivo Cali deve ser formada por Du Queiroz e Maycon.

Quem também pode ficar fora é o técnico Vítor Pereira, que cumpre os protocolos contra covid-19 e só pode viajar para a Colômbia na data do jogo. O treinador foi diagnosticado no dia 25 de abril e precisa ficar afastado dos jogos da Conmebol por dez dias. O isolamento obrigatório acaba na terça-feira e ele estaria liberado para viajar somente na quarta-feira. O Corinthians só confirmou sua ausência no embarque do time, na segunda-feira.

A equipe alvinegra ocupa a liderança do Brasileirão após vencer o Fortaleza, em casa, no último fim de semana, e o calendário apertado obriga Vítor Pereira a trabalhar em conjunto com sua comissão técnica para rotacionar o elenco evitando desfalques por lesões e buscando manter um nível alto de intensidade em campo.

"Eu quando aceitei vir para o Corinthians, olhei para o calendário. Conversei um bocadinho com meu estafe. Somos treinadores de treino para preparar jogo. Acontece que quando se olha para o calendário, joga-se hoje, já vamos viajar, não vamos treinar, nunca há uma sequência de treinos que nos permita tornar uma equipe mais consistente. São jogos atrás de jogos e ganhar todos é impossível. Temos três meses de trabalho. Não podemos andar com comparações", afirmou.

DEPORTIVO CALI X CORINTHIANS 

DEPORTIVO CALI - Acevedo; Franco, Nazarit, Caldera e Tello; Balanta, Cabezas e Luna; Vásquez, González e Gutiérrez. Técnico: Rafael Dudamel.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Maycon e Renato Augusto; Róger Guedes (Mantuan), Willian e Jô. Técnico: Filipe Almeida.

ÁRBITRO - Andrés Cunha (URU).

HORÁRIO - 21h.

LOCAL - Estádio Deportivo Cali (Colômbia).

TV - Star+ (streaming)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.