Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Corinthians derrota Danubio e continua 100% na Libertadores

Em jogo complicado, Guerrero e Felipe marcam gols do Alvinegro

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

17 Março 2015 | 22h08

Com 100% de aproveitamento, o Corinthians domina o Grupo 2 da Copa Libertadores, chamado de "Grupo da Morte". Nesta terça-feira, o time alvinegro bateu o Danubio, em Montevidéu, por 2 a 1, e alcançou a terceira vitória seguida nesta fase da competição. Com nove pontos, a equipe deixa a classificação para as oitavas de final bem encaminhada, mesmo ainda restando mais três jogos para o fim da primeira fase.

Os gols do Corinthians foram marcados no segundo tempo por Guerrero e Felipe. Renato Augusto ainda perdeu um pênalti, também na etapa final do confronto, no qual acabou disparando na ponta de sua chave, que nesta quarta-feira terá o confronto entre São Paulo e San Lorenzo, hoje empatados com três pontos, no Morumbi.

Apesar da boa atuação no Uruguai, o Corinthians não começou bem o jogo. A equipe até que buscava tocar a bola em velocidade, mas parava na forte marcação uruguaia. Sem espaço para armar as jogadas, os meias recuavam demais para buscar a bola e, assim, o time perdia campo de jogo.

O time alvinegro cedia espaços na marcação e foi o Danubio quem teve a primeira oportunidade de balançar a rede, aos oito minutos, após cabeçada de Castro defendida por Cássio. Com muita dificuldade na saída de bola e, sem soluções criativas, o time concentrava o jogo pelo meio e usava pouco as laterais do campo.

Tite, então, mudou o posicionamento de Emerson, que passou a jogar mais perto de Guerrero. A alteração melhorou o desempenho ofensivo da equipe. O Corinthians ficou mais tempo com a bola no campo de ataque e, aos 27, teve a chance de marcar. Emerson bateu com curva e a bola passou raspando a trave.

Aos 39, a equipe alvinegra ainda foi prejudicada pela arbitragem. Guerrero recebeu passe de Elias dentro da área e foi agarrado e derrubado por Cristian González, mas o juiz mandou seguir o jogo.

No segundo tempo, o Corinthians voltou melhor. O time afrouxou um pouco a marcação para se dedicar mais ao ataque. A escolha se mostrou acertada e, aos 16, Elias sofreu pênalti após ser derrubado por Cristian González dentro da área. Na cobrança, porém, Renato Augusto pegou mal na bola e mandou por cima.

O Corinthians não se abateu e abriu o placar oito minutos depois. Fagner cruzou na medida para Guerrero, que pegou de primeira para marcar um belo gol.

Em desvantagem, o Danubio deu espaço para o Corinthians e não demorou para sofrer o segundo gol. Aos 34, Jadson cobrou falta pela esquerda e Felipe desviou para o fundo da rede. O gol deu tranquilidade à equipe e quando o Danubio descontou, aos 47 minutos, em bela arrancada de Gonzalo Barreto, já não havia mais tempo para nada.

O Corinthians voltará a jogar pela Libertadores no próximo dia 1º de abril, quando voltará a enfrentar o Danubio, no Itaquerão.

FICHA TÉCNICA

DANÚBIO 1 X 2 CORINTHIANS

DANUBIO - Torgnascioli; Velázquez (Graví), Cristian González, De Los Santos e Ricca; Formiliano, Milesi (Barreto), Sosa e Tabárez (Ignácio González); Castro e Fornaroli. Técnico: Leonardo Ramos.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto (Danilo) e Emerson Sheik; Guerrero. Técnico: Tite.

GOLS - Guerrero, aos 24, Felipe, aos 34, e Gonzalo Barreto, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Julio Bascuñan (CHI).

CARTÕES AMARELOS - Ricca e Graví.

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Luis Franzini, em Montevidéu (URU).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.