J. F. Diorio/AE
J. F. Diorio/AE

Corinthians derrota Grêmio e acaba com jejum de vitórias

Ronaldo marca um dos gols na vitória por 2 a 1 no Pacaembu. Time volta a ganhar após cinco jogos

AE, Agencia Estado

10 de outubro de 2009 | 18h12

A bronca de Mano Menezes surtiu efeito. Depois de o treinador reclamar da apatia dos jogadores, o Corinthians encerrou um jejum de cinco jogos sem vitória no Brasileirão e ganhou do Grêmio por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Pacaembu.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Apesar de não ter mais nenhuma pretensão no Brasileirão, o Corinthians mostrou neste sábado a disposição que estava faltando nos últimos jogos. Assim, sob o comando de Ronaldo e com excelentes defesas do goleiro Felipe, a vitória foi corintiana.

"O Mano está ali para isso, para cobrar a gente no momento devido. Ele cobrou, e nós nos cobramos também", afirmou o meia Elias, ao comentar sobre a mudança de postura do time do Corinthians após a dura conversa que o técnico teve com o elenco.

A vitória no Pacaembu levou o Corinthians aos 42 pontos, ainda em posição intermediária no Brasileirão. Já o Grêmio, que continua mostrando fraqueza como visitante - só venceu um jogo fora de casa, diante do Náutico -, permanece com 41 pontos.

O JOGO

O Corinthians teve sua primeira chance logo aos quatro minutos, quando Ronaldo fez boa jogada, mas Elias não conseguiu marcar. O Grêmio respondeu rápido: aos seis, Jonas cabeceou a bola para a primeira grande defesa do goleiro Felipe na partida.

Como o jogo estava num ritmo intenso, o primeiro gol não demorou para sair. Aos 10 minutos, Ronaldo arriscou um chute de longe, com a perna esquerda, mas a bola desviou na zaga gremista e acabou enganando o goleiro Marcelo Grohe: 1 a 0 para o Corinthians.

O Grêmio não se abalou com o gol, mantendo a boa produção ofensiva. Mas parou no goleiro Felipe, que fez mais duas grandes defesas no primeiro tempo, em chutes de Jonas e Máxi Lopez. Enquanto isso, o Corinthians quase ampliou com Dentinho, que mandou para fora.

 CORINTHIANS 2
Felipe; Alessandro     , Chicão, William e Marcelo Oliveira (Balbuena); Marcelo Mattos, Elias (Moradei) e Jucilei; Jorge Henrique, Dentinho (Defederico) e Ronaldo     .
Técnico: Mano Menezes
 GRÊMIO 1
Marcelo Grohe; Thiego (Renato), Réver, Léo e Lúcio; Túlio     , Adílson      (Perea), Fábio Rochemback e Tcheco; Jonas (Herrera     ) e Maxi López.
Técnico: Paulo Autuori
Gols: Ronaldo, aos 11, Elias, aos 32 minutos do primeiro tempo. Réver, aos 23 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)

Público: 19.410 pagantes / 21.233 total

Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Ronaldo, então, entrou novamente em ação, fazendo boa tabela com Jorge Henrique e cruzando para Elias marcar o segundo gol corintiano. Assim, com 2 a 0 aos 32 minutos, o Corinthians passou a controlar a partida, perdendo até outras chances de ampliar.

No segundo tempo, o técnico Paulo Autuori tentou colocar o Grêmio no ataque, ao tirar o lateral William Thiego para a entrada do meia Renato. Mas o Corinthians soube controlar a ofensiva gremista e ainda levou perigo em alguns contra-ataques.

Num desses lances, aos 10 minutos, Jorge Henrique saiu na cara do gol, mas, ao invés de chutar, tentou passar para Dentinho e errou. Assim, quem acabou fazendo o gol foi o Grêmio: aos 23, Tcheco bateu escanteio e Réver cabeceou sozinho para marcar.

Apesar do gol gremista, o Corinthians manteve o controle do jogo. E teve até novas chances para marcar - na melhor delas, o argentino Defederico chutou por cima do gol. Mas o placar ficou mesmo nos 2 a 1, para alegria dos corintianos que foram ao Pacaembu.

Árbitro - Nielson Nogueira Dias (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.