Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Corinthians derrota o Vasco com gol de Vital e se afasta da zona da degola

Meia marca contra ex-clube e deixa o time paulista em situação mais confortável na tabela

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2018 | 20h55

Foi um jogo muito fraco tecnicamente e na única real oportunidade de gol, o Corinthians conseguiu marcar e derrotar o Vasco por 1 a 0, na Arena Corinthians, gol de Mateus Vital, ex-jogador do clube carioca.  O resultado dá maior tranquilidade para os paulistas e liga o sinal de alerta ainda maior para os cariocas.

Com o resultado, o Corinthians chega aos 43 pontos enquanto o Vasco permanece com 39 e bastante ameaçado de se aproximar da zona da degola. 

Apesar do discurso de Jair Ventura e Cássio, de que ambos não estavam preocupados com a possibilidade de rebaixamento, era visível o quanto a equipe alvinegra entrou em campo nervosa e ansiosa para tentar marcar primeiro. No outro lado, o Vasco também não tinha motivos para tranquilidade e precisava se aventurar ao ataque, já que um resultado negativo também seria catastrófico. 

Mas o nervosismo imperou e fez com que a partida tivesse muitos lances brigados, com divididas e dedicação de todos em campo e pouca qualidade técnica. 

No primeiro tempo, Vasco e Corinthians maltrataram a bola e os goleiros não tiveram muito trabalho. O momento mais agitado foi após o apito afinal, quando Alberto Valentim foi expulso e se revoltou com a arbitragem, por entender que a exclusão foi injusta.

Já na etapa final, o Corinthians conseguiu encaixar um único ataque com eficiência e abriu o placar. Aos 5, Fagner fez boa jogada pela direita e cruzou na área, onde Mateus Vital apareceu de surpresa e cabeceou firme para balançar as redes  e dar paz para os aflitos corintianos. Em respeito ao ex-clube, ele não comemorou. 

Mas antes de comemorar a vitória, o Corinthians sofreu. O time recuou bastante após o gol e o Vasco ganhou espaço para chegar com perigo ao gol de Cássio. Nos minutos finais, Danilo Avelar ainda disputou a bola com Rios e o jogador do Vasco caiu e ficou pedindo pênalti. No último minuto, Henríquez ainda acertou uma bomba de fora da área e carimbou a trave de Cássio. Para acabar com ainda mais emoção. 

Apesar da pressão, a má pontaria dos vascaínos facilitou a vida do time paulista, que deu um grande passo para se garantir na elite nacional e afastar qualquer possibilidade de entrar para a história como o primeiro atual campeão a ser rebaixado no Brasileirão. 

FICHA TÉCNICA

Corinthians: Cássio; Fagner, Leo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Thiaguinho (Araos), Mateus Vital (Clayson), Jadson e Pedrinho; Danilo (Roger). T.: Jair Ventura. 

Vasco: Fernando Miguel; Raul (Caio Monteiro), Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Desábato, Andrey (Dudu), Kelvin (Marrony), Thiago Galhardo e Yago Pikachu; Andrés Rios. T.: Alberto Valentim. 

Gol: Mateus Vital, aos 5 minutos do 2º Tempo. 

Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO). Cartões Amarelos: Fernando Miguel, Leandro Castan, Jadson, Fagner.

Público: 38.605 pagantes 

Renda: R$ 1.350.667,50

Local: Arena Corinthians

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.