Corinthians derrota seu xará inglês

Na preliminar, o time principal perdeu de 2 a 0 dos juniores do Corinthians. No jogo principal, os masters apanharam de 9 a 0 dos veteranos corintianos, comandados por Wladimir, Zenon e João Paulo. Mas isso é o de menos. Para os ingleses do Corinthian-Casuals, a excursão de 10 dias pelo Brasil será inesquecível. Eles provavelmente nunca comeram, beberam, passearam e se divertiram tanto. Depois de uma maratona de festas, coquetéis, churrascarias e jogos dia sim, dia não, o vôo de volta para Londres, no domingo, levará 39 homens literalmente extenuados. A tarde desta terça-feira no Parque São Jorge foi o ponto alto da turnê do time amador que inspirou a criação do Corinthians Paulista, em 1910.Gentilezas não faltaram. A delegação inglesa foi transportada do hotel onde está hospedada, no centro da cidade, para o Parque São Jorge no ônibus Mosqueteiro II. Numa tarde de muito sol e temperatura amena, cerca de duas mil pessoas assistiram aos dois jogos. Antes da preliminar, entre os juniores do Corinthians e a equipe principal do Casuals, os rapazes ingleses comeram um bolo de cenoura feito pela diretoria do Departamento de Sede e Campo do Corinthians, Denise Laís Lopes. "Eles detonaram o bolo. E tem outro esperando pelos masters", contou Denise, orgulhosa, no intervalo.Os bolos de cenoura foram apenas uma das especialidades gastronômicas apreciadas pelos rapazes do Casuals nesta passagem pelo Brasil. A maratona começou na sexta-feira passada, quando desembarcaram no País. Os ingleses foram recebidos com um coquetel oferecido pela comunidade inglesa em São Paulo. No sábado, os dois times (principal e masters) jogaram no São Paulo Athletic Club, na Represa de Guarapiranga. Após as partidas, foram homenageados com um churrasco que entrou pela noite.No domingo, após assistirem à final do Campeonato Paulista no Morumbi, foram a uma churrascaria da zona sul. Cada um gastou R$ 50,00, o equivalente a cerca de 12 libras esterlinas. "Isso, na Inglaterra, paga apenas quatro cervejas", contou o presidente do clube, David Harrison. Na segunda-feira, o dia foi de compras e almoços em shopping centers da cidade. Nesta terça, após o jogo, o time foi homenageado com um coquetel oferecido pela diretoria do Corinthians. Amanhã, a delegação conhecerá o Rio. A programação de jogos e passeios continua até sábado.Com tanta festa, badalação e comida, os ingleses não tinham muitas perspectivas de fazerem bons jogos nesta terça-feira, contra o Corinthians. Os 2 a 0 da preliminar foram pouco diante dos gols perdidos pelos juniores corintianos brasileiros. No jogo de fundo, o veteraníssimo e calvo goleiro Peter Crees, de 64 anos, sofreu nove gols. Marcaram João Paulo (3), Pitta (2), Luiz Fernando (2), Zenon e Ataliba. Crees, no entanto, fez algumas boas defesas e teve o apoio da torcida. "Ainda bem que não foi de 10", brincou. "O time de masters do Corinthians é muito bom, são profissionais, tocam a bola com muita facilidade. Foi um jogo bonito e limpo", elogiou.O desnível técnico entre as duas equipes desagradou os torcedores, que, nos minutos finais, passaram a torcer pelo Corinthian-Casuals. No setor de cadeiras cobertas, um corintiano revoltado gritava insistentemente: "Deixa os caras marcarem um gol. Eles também são Corinthians, gente". Os ingleses tiveram uma oportunidade no último minuto da partida, mas a bola, que iria para o gol, foi cortada por Moretti.O jogo, no entanto, foi uma festa. No banco de reservas, Casagrande, que foi ao Parque São Jorge apenas para assistir à partida, atormentava Ataliba, famoso pela sua gagueira. "O Mário Travaglini (técnico dos masters) colocou o ponto eletrônico nele para passar instruções ao time." Ataliba tentou jogar um copo d´água em Casagrande. Errou. Ainda no início do primeiro tempo, com o time vencendo com facilidade por 3 a 0, Travaglini tentava manter um mínimo de seriedade. "Temos de respeitar o adversário. Ainda há muito jogo pela frente." O goleiro Solitto quase não tocou na bola.Os masters do Corinthians jogaram com Solitto; Ronaldo (Alfinete), Wilson Mano (Ismael), Nelsinho (Moretti) e Wladimir (Agnaldo); Paulinho (Adãozinho), Biro-Biro (Márcio) e Zenon (Luiz Fernando); Ataliba (Pitta, depois Alves), Carlinhos (Geraldão) e João Paulo (Edson Boaro).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.