Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Corinthians desafia o líder Cruzeiro nesta quarta, no Mineirão

Time do técnico Mano Menezes busca melhorar aproveitamento como visitante para voltar a encostar no primeiro colocado

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2014 | 07h00

Vencer um jogo como visitante no Campeonato Brasileiro se tornou um problema para o Corinthians. Isso só aconteceu três vezes. E explica, em parte, a diferença de 13 pontos para o líder Cruzeiro, o adversário desta noite, às 22 horas, no Mineirão.

Faz dois meses que o time de Mano Menezes não ganha um jogo atuando fora de casa. A última vitória ocorreu no dia 8 de agosto, na Vila Belmiro, contra o Santos. Jogando em território inimigo, há quatro partidas a equipe não faz sequer um gol.

Nesta quarta-feira à noite, o Corinthians iniciará uma sequência de compromissos fora de casa. Sábado, o rival será o Botafogo, em Manaus. No outro fim de semana, será o Inter, no Beira-Rio. Por causa da perda de um mando de campo, o time só voltará ao Itaquerão em novembro.


Mano Menezes disse que o Corinthians reagiu nos últimos jogos e que tem tudo para voltar a vencer como visitante. O treinador afirmou que é impossível a equipe não ganhar uma partida nessa sequência.

O problema é que, além de seus péssimos números, o Corinthians enfrentará o melhor time do campeonato, e provável campeão, sem três titulares: Gil, Elias e Guerrero, o jogador que fez a diferença nos últimos jogos. Eles foram convocados por suas seleções para a disputa de amistosos.

Para sorte de Mano, o Cruzeiro de Marcelo Oliveira também terá desfalques importantes, como Dedé (suspenso), Everton Ribeiro (está com a seleção brasileira) e Ricardo Goulart (machucado).

Mano disse que seu time está mais confiante depois de vencer os dois últimos confrontos, ambos em casa, e que espera ver um grande jogo nesta quarta-feira, apesar dos desfalques. O técnico afirmou que não teme o adversário.

"O Cruzeiro tem o melhor time da competição, mas continuo pensando que ele não é imbatível. Temos a pretensão de batê-lo mesmo sabendo das dificuldades. Precisamos de um grande jogo fora de casa, com clareza, com tranquilidade. E é isso o que vamos tentar fazer."

Não haverá nenhuma grande surpresa na escalação do Corinthians, apesar de Mano continuar proibindo a imprensa de assistir aos treinos nas vésperas das partidas. Na defesa, Felipe assumirá a vaga de Gil. No ataque, Romero deverá ser o substituto de Guerrero.

A dúvida está no meio de campo: Guilherme Andrade, volante mais defensivo, ou Danilo, que seria uma alternativa para deixar o time mais ofensivo. O setor ainda terá Petros, Bruno Henrique e Renato Augusto. Ralf não está 100% recuperado.

Se o título brasileiro é quase impossível, o Corinthians ainda almeja conquistar uma vaga na Libertadores. Tem 43 pontos, em sexto lugar. O número de pontos, no entanto, é o mesmo do Atlético-MG, o quarto.

Segundo Mano, o objetivo é conquistar uma vaga na Libertadores pelo Brasileirão ou pela Copa do Brasil. Mas o técnico evita falar em catástrofe caso o time não dispute o torneio continental no ano que vem. 

"Não gosto desses adjetivos. A vaga vai acontecer se tivermos competência. A Libertadores não vem por decreto. O que eu assumo é brigar pelo melhor resultado e trabalhar sério."

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X CORINTHIANS

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva e Marquinhos; Alisson (Dagoberto), William e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Anderson Martins e Fábio Santos; Guilherme Andrade (Danilo), Bruno Henrique, Petros e Renato Augusto; Malcom e Romero (Luciano). Técnico: Mano Menezes.

Juiz: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS).

Local: Mineirão, em Belo Horizonte. 

Horário: 22h.

Na TV: Globo e Band.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.