Corinthians desaprova mudança da FPF

A antecipação do jogo entre Rio Branco e Ponte Preta para sábado, em Americana, não agradou ao Corinthians. O time do Parque São Jorge é um dos interessados no resultado da partida pois torce para que a Ponte faça no máximo um ponto. Nesse caso e com uma vitória sobre o São Paulo no domingo, o Corinthians terminaria esta fase em primeiro lugar. O técnico Wanderley Luxemburgo disse que o certo seria que todos os jogos da última rodada fossem marcados no domingo como estava previsto anteriormente. "Não é correto antecipar jogos que possam interessar a outros times que jogarão no dia seguinte. Mas não quero pensar na hipótese do jogo contra o São Paulo não ter importância para nós. A princípio, vamos nos preparar para uma grande vitória" disse Luxemburgo. O treinador afirmou hoje que também não está definido se o primeiro colocado levará alguma vantagem em relação ao quarto colocado. Segundo Luxemburgo, há duas versões da Federação Paulista de Futebol (FPF) sobre o regulamento do campeonato. Uma diz respeito à vantagem do melhor time classificado em relação ao adversário nas semifinais. A outra versão não faz nenhuma referência a esse tipo de critério. "Na segunda-feira haverá uma reunião na federação para esclarecer tudo isso", disse Luxemburgo. Na reunião será também decidido se os cartões serão zerados para as semifinais. Outro assunto que poderá ser levantado nessa reunião é sobre a possibilidade de inscrições de novos jogadores nas semifinais. Se isso for aceito, o Corinthians deverá inscrever o atacante Muller que a princípio foi contratado para disputar a Copa do Brasil. "Não posso falar se vou poder utilizar o Muller no Paulista. Vamos aguardar a reunião", afirmou Luxemburgo. O diretor de futebol do Corinthians, Antonio Roque Citadini, disse hoje que o clube defende a realização dos jogos das semifinais do Paulista, na Capital. "Foram ótimos os jogos no interior. Os torcedores já viram seus ídolos mas agora os jogos tem que ser na Capital" -afirmou Citadini. Para o jogo contra o São Paulo, domingo em Presidente Prudente, Luxemburgo vai decidir entre Gil e Paulo Nunes quem será o companheiro de Ewerthon no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.