Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Corinthians desiste de negociar atacante Emerson

Diretor de futebol diz que atleta está se destacando nos treinamentos

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

11 de fevereiro de 2014 | 18h00

SÃO PAULO - O Corinthians não pretende mais negociar o atacante Emerson, afirmou nesta terça-feira o diretor de futebol Ronaldo Ximenes. Segundo ele, o jogador tem se destacado nos treinamentos e tem sido utilizado pelo técnico Mano Menezes. "Tudo indica que ele ficará aqui", garantiu Ximenes. "Sei que o Emerson gerou muita polêmica, mas as pessoas esquecem que ele fez um dos gols mais importantes da história do Corinthians."

Dois fatores pesaram na decisão da diretoria de mudar de ideia e decidir manter Emerson no elenco apesar do alto salário (R$ 400 mil). O primeiro é que nenhum clube, de fato, fez uma proposta para contratar o jogador. E os que fizeram sondagens se assustaram com o salário do atleta.

Em segundo lugar, a negociação de Pato com o São Paulo desfalcou o ataque. Por isso até que um novo jogador não seja contratado para a posição a diretoria vai bancar a permanência de Emerson, que tem contrato até junho de 2015.

EDENÍLSON

Ximenes disse que Edenílson está prestes a ser reintegrado depois da venda do lateral-direito para a Udinese. O Corinthians vai contar com o atleta por quatro meses e negocia o quanto irá pagar de salário. "O Edenílson já recebe pela Udinese, e com certeza vamos pagar menos do que ele já recebia aqui."

Edenílson ganhava R$ 80 mil por mês. Na Udinese, seu salário passou para R$ 220. Ele só vai jogar no clube italiano no segundo semestre quando abrir uma vaga de atleta extracomunitário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.