José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Corinthians destroça Once Caldas e aplica goleada no Itaquerão

Guerrero é expulso no primeiro tempo, mas time faz 4 a 0 e só não se classificará para a fase de grupos com desastre no jogo de volta

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

05 de fevereiro de 2015 | 00h06

O Once Caldas se preparou para anular Guerrero nesta quarta-feira. A torcida depositou todas as suas esperanças de gol no peruano. Mas foram jogadores contestados e cercados de desconfiança que deixaram o Corinthians muito perto da fase de grupos da Copa Libertadores. Emerson, Felipe, Elias e Fagner garantiram a goleada por 4 a 0, no estádio Itaquerão, pela rodada de ida da fase preliminar da competição continental.

Com o resultado, o Corinthians pode perder por até 3 a 0 na próxima quarta-feira, em Manizales, na Colômbia, que estará classificado para o Grupo 2, que tem São Paulo, Danúbio (Uruguai) e San Lorenzo, da Argentina, o atual campeão. Se marcar um gol, poderá sofrer até cinco.

Guerrero ficou apenas 26 minutos em campo. Expulso por agressão, quase complicou um jogo fácil para o Corinthians. O grande destaque da partida foi Emerson, que está de volta à equipe depois de ser emprestado ao Botafogo, onde foi afastado por indisciplina. Mas também brilhou Felipe, autor do segundo gol. O zagueiro virou titular nesta temporada, mas não é considerado confiável e, por isso, Edu Dracena foi contratado para ser o "xerife". Coube a Elias, que desde o seu retorno ao clube estava devendo uma grande atuação, marcar o terceiro, enquanto que o contestado lateral-direito Fagner fechou a goleada.

O JOGO
Logo no primeiro lance de jogo, aos 30 segundos, Emerson fez um golaço. O atacante recebeu na ponta esquerda, se livrou da marcação e mandou por cobertura, encobrindo o goleiro Cuadrado. O lance empolgou ainda mais o torcedor e o jogo ficou acelerado. O problema é que o Corinthians confundiu velocidade com pressa na tentativa de fazer logo o segundo gol.

O time voltou a criar um lance de perigo aos 12 minutos, mas graças a um chute de longe de Renato Augusto, que Cuadrado espalmou para escanteio. A equipe apertou a marcação, mas tinha dificuldade para criar as jogadas quando a tinha a bola dominada.

Aos poucos o Once Caldas foi equilibrando a partida e passou a controlar mais a bola no campo de ataque. Quando o time colombiano atacava, o Corinthians sofria com o posicionamento da defesa. Felipe e Gil não se entendiam e davam espaço para o adversário atacar com facilidade.

Aos 20 minutos, em uma falha geral da defesa, os colombianos chegaram a marcar um gol, mas o árbitro, corretamente, anulou o lance. Após cobrança de falta pela esquerda, Ralf fez contra, mas o árbitro marcou impedimento de um jogador do Once Caldas que participou do lance, atrapalhando o Corinthians.

Com o Once Caldas melhor no jogo, a situação piorou para o Corinthians, aos 26 minutos, quando Guerrero foi expulso por dar um tapa em Camilo Pérez após dividida no alto. Sem o seu principal jogador, o time alvinegro ficou perdido em campo. Além de perder a referência de seu único atacante que jogava centralizado, a equipe não conseguia mais marcar a saída de bola do rival.

O jogo ficou dramático. Os corintianos passaram a fazer cera à espera do intervalo. Mas ainda deu tempo de, aos 45 minutos, Emerson acertar uma bola na travessão após chute de fora da área.

No segundo tempo, o técnico Tite acertou o posicionamento do time ao adiantar Renato Augusto para fazer a função de Guerrero. Melhor postado na defesa, o Corinthians encurtou o campo de ação do Once Caldas e deixou de passar o sufoco que tomou na etapa inicial. E em um lance de bola parada veio o segundo gol. Aos 10 minutos, Jadson cobrou escanteio pela esquerda e Felipe desviou para o fundo da rede.

O jogo ficou mais tranquilo aos 24 minutos, quando Murillo foi expulso após atingir Fagner. No minuto seguinte, Elias marcou um golaço. O volante tabelou com Renato Augusto, invadiu a área e chutou na saída de Cuadrado.

O jogo virou um passeio para o Corinthians. A equipe trocava passes de pé em pé e não demorou pata fazer o quarto gol. Aos 33 minutos, Renato Augusto passou de calcanhar para Fagner dar uma bela "cavadinha" para encobrir o goleiro. Já no fim do jogo, o lateral-esquerdo Fábio Santos foi expulso por entrada muito dura em Arango.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 4 x 0 ONCE CALDAS

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Felipe (Edu Dracena) e Fábio Santos; Ralf, Elias (Bruno Henrique), Renato Augusto e Jadson; Emerson (Mendoza) e Guerrero. Técnico: Tite.

ONCE CALDAS - Cuadrado; Piedrahita, Camilo Pérez (Patricio Pérez), Moreno e Murillo; Henao, Lopera, Balanta (Arias) e Valoy (Quintero); Arango e Penco. Técnico: Flabio Torres.

GOLS - Emerson, aos 30 segundos do primeiro tempo; Felipe, aos 9, e Elias, aos 24, e Fagner, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cuadrado, Henao e Camilo Pérez (Once Caldas).

CARTÕES VERMELHOS - Fábio Santos e Guerrero (Corinthians); Murillo (Once Caldas).

ÁRBITRO - Patricio Loustau (Fifa/Argentina).

RENDA - R$ 2.436.745,75.

PÚBLICO - 35.757 pagantes (36.236 no total).

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.