JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Corinthians deve disputar clássico com o São Paulo sem patrocínio master

Clube não consegue entrar em acordo com a Caixa

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2017 | 12h30

Após cinco anos de parceria, o Corinthians pode ter se despedido da Caixa Econômica Federal nesta quarta-feira, na partida contra o Internacional. As negociações para renovação de contrato não evoluíram e a tendência é que o banco não continue exibindo sua marca como patrocínio master do clube. No clássico com o São Paulo, domingo, o time alvinegro já deve atuar com uma camisa diferente.

Patrocinadora master do Corinthians desde 2012, a Caixa pretende continuar na camisa do clube, mas quer renegociar os valores do acordo. O banco pretende diminuir os R$ 30 milhões pagos atualmente, enquanto a diretoria corintiana quer aumentar ou pelo menos manter a quantia, que tem sido paga desde a renovação ocorrida em abril do ano passado. 

A negociação está sendo tratada por Email entre representantes das empresas, o que pode retardar ainda mais um acerto. Entretanto, com o fim do contrato, existe a possibilidade de uma reunião ser marcada nos próximos dias para que entrem em um acordo ou as negociações sejam encerradas de vez. 

Além da Caixa, o Corinthians também é patrocinado pela Foxlux, Minds e Alcatel. A diretoria de marketing do clube projeta receber R$ 100 milhões com o uniforme ainda neste ano, contando os R$ 30 milhões pagos pela Nike, como fornecedora de material esportivo. Além do patrocínio master, o ombro, os números, o shorts e o meia continuam sem anunciantes. Atualmente, a camisa alvinegra vale pouco mais de R$ 64 milhões.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.