Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

Corinthians deve ter duas novidades para enfrentar a Chapecoense

Carlos Augusto e Romero estão à disposição de Jair Ventura para o duelo de domingo, em Itaquera

João Prata, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2018 | 11h00

O técnico Jair Ventura deve fazer duas alterações no Corinthians para a partida contra a Chapecoense, domingo, em Itaquera, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. A tendência é que entrem na equipe o lateral-esquerdo Carlos Augusto e o atacante Romero.

O primeiro chegou a ser relacionado na derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, em Curitiba, mas ficou no banco de reservas porque no dia anterior havia disputado com a seleção brasileira sub-20 amistoso contra a Colômbia, em Goiânia.

O paraguaio estava com a seleção de seu país. Romero entrou no segundo tempo do empate do Paraguai com a África do Sul por 1 a 1, terça-feira, em amistoso realizado em Durban, que marcou a estreia do técnico Juan Carlos Osorio no time sul-americano. O jogador se reapresentou nesta quinta-feira no CT Joaquim Grava e realizou junto com o restante dos titulares um trabalho regenerativo.

O restante da equipe deverá ser a mesma da última rodada. O Corinthians deve entrar em campo com: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Thiaguinho e Jadson; Pedrinho, Danilo e Romero. 

Apesar de a possibilidade de rebaixamento ser remota e o Corinthians ter apenas a pretensão de garantir vaga na Copa Sul-Americana, a partida de domingo tem grande importância para Jair Ventura. O treinador luta para permanecer no cargo na próxima temporada e, para isso, precisa fechar a competição em alta.

O Corinthians acumulou a sua 15.ª derrota no Campeonato Brasileiro, a 26.ª na temporada de 2018, ao perder na quarta-feira. Na temporada em que foi rebaixado, foram 23 derrotas no total, três a menos do que o atual elenco conseguiu somar. 

Jair Ventura completou 17 jogos à frente do Corinthians e acumula uma campanha digna de time rebaixado. Foram 17 jogos com quatro vitórias, cinco empates e oito derrotas - com desempenho de 33,3%, igual ao do Vitória, que ocupa a 19.ª e penúltima colocação atual.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.