Divulgação/ Corinthians
Divulgação/ Corinthians

Corinthians divulga descoberta de distintivo utilizado em 1916

Historiador do clube notou em pesquisa na Biblioteca Nacional símbolo diferente no início do século passado; leitor do 'Estado', no entanto, contesta o fato inédito

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2019 | 13h31

O Corinthians revelou nesta sexta-feira a descoberta de um distintivo inédito utilizado pelo time no início do século passado. Responsável pelo memorial do clube, o historiador Fernando Wanner notou em imagens de 1916 um símbolo diferente na camisa da equipe. A descoberta teria sido feita por acaso. Wanner pesquisava no acervo online da Biblioteca Nacional imagens relacionadas ao estádio da Ponte Grande, a primeira casa do Corinthians, quando reparou na camisa do time.

O leitor do 'Estado' David José Costa, no entanto, contexta a nova descoberta. Ele alega ter encontrado o escudo bem antes. "Infelizmente existem historiadores que procuram ganhar tempo. Ao invés de pesquisar, perseguem que já fez história. O escudo ilustrado acima já teria sido divulgado em outras três oportunidades: Diário do Comércio de 13 de junho de 2011; Caderno Cidades 2, da Agência Corinthians e TV Corinthians em  15 de julho de 2011, e nos Livros do Centenário do Sport Club Corinthians Paulista, 100 anos de paixão, de Marco Piovan e Newton Cesar, e  Timão 100 Anos, do jornalista Celso Dario Unzelte. 

Projetado pelo litógrafo Hermógenes Barbuy, irmão do ex-jogador do Corinthians, Amílcar Barbuy, o escudo é desenhado com o C e o P entrelaçados em forma de escudo medieval. Bordado nas camisas do Corinthians em 1916, foi utilizado em pelo menos seis amistosos que antecederam a Liga Paulista de Football.

O símbolo marca o terceiro "CP" na história do Corinthians. Os dois que o antecederam foram utilizados em 1913 e 1914. Fernando Wanner destacou a importância da sua divulgação. "Esse distintivo sempre esteve em nossa história, o que fiz foi apenas redescobri-lo. E trazê-lo para torcedor é uma grande honra para mim", disse o historiador ao site oficial do Corinthians.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansFernando Wanner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.