Corinthians diz que City fez contraproposta por Tevez

O Manchester City não aceitou a proposta do Corinthians pelo atacante Carlos Tevez, afirmou nesta segunda-feira o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, após a equipe inglesa ter afirmado mais cedo que tinha aceitado vender o jogador argentino ao time paulista.

REUTERS

18 de julho de 2011 | 15h20

O técnico do City, Roberto Mancini, disse nesta segunda que o clube havia concordado em vender o atacante à equipe brasileira, apesar de o preço pela transferência do jogador de 27 anos ainda não ter sido acertado.

Segundo comunicado do Corinthians, os ingleses na verdade fizeram uma contraproposta pedindo mudanças na forma de pagamento pelo jogador e no valor total da transação. O presidente do Corinthians disse que ele e sua diretoria vão avaliar os pedidos, segundo a nota publicada no site da equipe.

"Não existe por hora nada concreto com Tevez", afirmou Sanchez na nota.

Em Vancouver, onde o City faz um tour de pré-temporada pela América do Norte, Mancini disse à Sky Sports News: "Temos um acordo com o Corinthians, mas neste momento o Carlos ainda é um jogador do City".

Na semana passada o clube inglês recusou uma proposta de 40 milhões de euros do Corinthians, onde Tevez jogou por 18 meses entre 2005 e 2006.

Acredita-se que o clube inglês queira 50 milhões de libras pelo jogador, que chegou ao City há dois anos vindo do rival Manchester United. Tevez diz que quer retornar à América do Sul, pois pretende ficar perto de sua família e de suas duas filhas pequenas.

Mancini disse não saber o status atual das negociações ou se os termos pessoais chegaram a ser discutidos. Acredita-se que Tevez ganhe cerca de 200 mil libras por semana no City.

"Não sei sobre isso. Repito, no momento, Carlos ainda é um jogador do City", acrescentou. "Quero esperar. No momento estamos aqui, estamos trabalhando com os outros rapazes. Devemos pensar nisso."

O conselheiro do jogador, o iraniano Kia Joorabchian, disse na semana passada que um acordo com o Corinthians estava "próximo" e que Tevez estava feliz com a possibilidade de voltar a um de seus antigos clubes, embora ainda tenha contrato de três anos em vigência com o City.

Com o poder de compra do bilionário dono do Manchester City, xeique Mansour de Abu Dhabi, por trás do clube, Mancini disse que pretende contratar o argentino Sergio Aguero, atualmente no Atlético de Madri, como substituto de Tevez caso ele deixe o clube, o que agora parece provável.

(Por Mike Collett; reportagem adicional de Yukari Sekine em São Paulo)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTTEVEZCORINTHIANS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.