Paulo Liebert/Estadão
Paulo Liebert/Estadão

Corinthians e Caixa confirmam acordo de patrocínio de R$ 30 milhões

Empresa estatal vai estampar sua marca no uniforme alvinegro durante o Mundial de Clubes

Raphael Ramos e Vítor Marques, Agência Estado

20 de novembro de 2012 | 13h13

SÃO PAULO - O Corinthians apresentou oficialmente nesta terça-feira, em evento no Museu do Futebol, em São Paulo, o seu novo patrocinador master. Pelo acordo anunciado no dia anterior, a Caixa Econômica Federal passa a estampar o espaço nobre da camisa corintiana até o final de 2013, com grande probabilidade de renovação automática para o ano de 2014 - a estreia do novo uniforme será já no clássico deste sábado, contra o Santos, no Pacaembu.

Os valores do contrato foram confirmados pelas duas partes. Até o final deste ano, o Corinthians receberá R$ 1 milhão, o que permitirá a Caixa estampar sua marca no uniforme do time durante a disputa do Mundial, em dezembro, no Japão. Na próxima temporada, o banco vai desembolsar R$ 30 milhões - e, se houver a esperada renovação do acordo para 2014, esse montante anual passará por um reajuste com base no IPCA (índice de inflação).

Os executivos da Caixa adiantaram que a ideia é manter o patrocínio até o final de 2014. E também reconheceram que a possibilidade de estampar o uniforme corintiano na disputa do Mundial pesou na hora de fechar o acordo. "Não estamos chegando agora no futebol. Começamos a patrocinar três times (Figueirense, Avaí e Atlético-PR) e tivemos retorno espetacular de imagem", lembrou o diretor de marketing do banco, Clauir Santos.

Durante o evento, que contou com os jogadores Zizao, Danilo e Romarinho como modelos do novo uniforme, o presidente do Corinthians, Mário Gobbi, justificou a demora para encontrar um patrocinador master - o espaço estava vago desde abril e nem mesmo a conquista do título da Libertadores ajudou o clube a conseguir um acordo nos últimos meses. Segundo ele, a diretoria corintiana tratou de valorizar a marca, vendendo pelo melhor preço.

"Não vou vender a camisa por um preço vil. E, por isso, ficamos sem patrocínio (tanto tempo). Arriscamos e vencemos", afirmou Mário Gobbi. "Quanto custa colocar a marca na camisa do Corinthians? O valor é inestimável. A camisa do Corinthians é um dos maiores cartazes de propaganda do Brasil. Não se arruma um contrato desse da noite para o dia, que esteja à altura do Corinthians. É o maior patrocínio do futebol brasileiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.