Corinthians e Palmeiras começam o sonho da Libertadores

A mudança de competição pode servir para recolocar nos eixos Palmeiras e Corinthians. Mas há também o viés negativo da história. O time de Emerson Leão se afasta temporariamente do Campeonato Paulista, no qual não vence há três jogos, e, nesta quarta-feira, contra o Cerro Porteño, inicia, com a obrigação de um bom resultado, sua trajetória na fase de grupos da Copa Libertadores, às 19h45. Situação similar vive a equipe do Parque São Jorge, que, às 22 horas, enfrenta o Deportivo Cali, na Colômbia. Deixou as primeiras posições do Estadual, perdeu os dois últimos jogos ? entre os quais o clássico para o Santos ?, e vê à beira da demissão seu treinador, Antônio Lopes.Não é a primeira vez que Lopes fica vulnerável no cargo, mas em nenhuma outra ocasião foi tão clara a ameaça. Nos planos de Kia Joorabchian, da MSI, o título mais importante a ser buscado sempre foi o da Libertadores. O presidente corintiano, Alberto Dualib, vem afirmando que o sonho de todo corintiano é vencer o torneio continental. Declarações que só reforçam a tese de que uma arrancada negativa pode ser fatal para o técnico.Já existem até alguns nomes cotados para substituir Antônio Lopes. Nelsinho Baptista, do São Caetano, Paulo Autuori, no futebol japonês, e, entre os cotados, quem diria, Emerson Leão, do Palmeiras, que declarou estar esperando o convite do Corinthians. Kia teria afirmado a pessoas próximas, no entanto, que não é favorável à contratação do atual treinador palmeirense.Especulações à parte, mesmo se mostrando insatisfeito com a falta de recursos do clube para trazer reforços, Leão precisa fazer o time do Palmeiras, que ele próprio qualifica como ?nota 5?, retomar o caminho das vitórias. A diretoria se esforça para dar-lhe tranqüilidade e elogiar seus trabalhos, mas a insatisfação dos torcedores pode se tornar incontrolável. Depois de um início de ano arrebatador, com sete vitórias consecutivas, cinco no Campeonato Paulista e duas sobre o Deportivo Táchira, pela fase preliminar da Libertadores, o time desandou. Foi derrotado no clássico estadual pelo São Paulo, 4 a 2, e empatou com Guarani e Bragantino, ambos por 1 a 1. Perdeu a liderança no Paulista e parte da auto-estima. Pretende recuperá-la nesta quarta. Em seu embarque para a Colômbia, Leão não pareceu tão disposto a buscar com tanto afã os três pontos na Colômbia. Deve apostar na retranca e não descartou utilizar três zagueiros.No Corinthians, Lopes afirma não se importar com a pressão e aposta nas estrelas Carlitos Tevez e Nilmar para decidir o confronto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.