Paulo Whitakers/Reuters
Paulo Whitakers/Reuters

Corinthians e Palmeiras se reencontram em final após pancadaria de 1999

Times voltam a disputar título e recolocam o futebol paulistano em uma decisão do Estadual após 15 anos

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de março de 2018 | 07h00

A final do Campeonato Paulista 2018 vai resgatar tradições perdidas no tempo. Pela primeira vez em 15 anos dois times da capital vão se enfrentar na decisão, que desde 1999 não reunia Corinthians e Palmeiras. O último encontro na final entre duas equipes do trio de ferro foi em 2003, quando o clube do parque São Jorge derrotou o São Paulo.

+ Corinthians bate São Paulo nos pênaltis e avança à final

+ Leia as últimas notícias de esportes

Depois dessa decisão, o Estadual foi por duas edições disputado por pontos corridos (2005 e 2006) e teve nove finais com a presença do Santos. A regularidade do clube da Vila Belmiro em chegar longe na competição fez os jogos finais do campeonato ficarem longe de São Paulo.

Em 2018 o Palmeiras sonha em recuperar um título que não conquista há dez anos. Para isso, terá de tirar a taça do atual campeão, com quem travou no último encontro em final de Paulista uma duelo histórico pela briga campal no Morumbi.

A decisão em junho de 1999 ficou marcada pelas embaixadas do corintiano Edilson. Já no segundo tempo e com ampla vantagem, o jogador aproveitou uma pausa no jogo para fazer brincadeiras com a bola. A postura irritou bastante os palmeirenses, que iniciaram ali uma briga generalizada. A confusão levou o árbitro a encerrar a partida.

O placar apontava 2 a 2 e como o Corinthians havia vencido o confronto de ida por 3 a 0, comemorou o título. A decisão estadual teve como combustível para a rivalidade a decisão da Copa Libertadores. O Palmeiras conquistou o torneio continental entre uma partida e outra da final do Paulista e entrou em campo para o último jogo, no Morumbi, provocando o rival.

Aquele encontro foi o último entre os rivais em uma decisão. Nos 101 anos de história da rivalidade entre Corinthians e Palmeiras, os clubes se encontraram em finais nove vezes, com retrospecto equilibrado: sete títulos alviverdes e dois alvinegros. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.