Paulo Whitaker/ Reuters
Paulo Whitaker/ Reuters

Corinthians e Palmeiras voltam a decidir um Paulista depois de 19 anos

Nas últimas duas décadas time alvinegro soma mais conquistas que o rival alviverde

Wilson Baldini Jr., O Estado de S. Paulo

08 de abril de 2018 | 07h00

Corinthians e Palmeiras não decidem um Campeonato Paulista desde 1999. Naquela época, o jogo final, no Morumbi, terminou 2 a 2 e o título foi para o Parque São Jorge. Mas o tradicional duelo ficou marcado pela briga generalizada após as embaixadinhas feitas pelo corintiano Edilson, rapidamente contestadas por Paulo Nunes e todo o restante da equipe de Palestra Itália, causando um tumulto generalizado.

+ Confira a tabela do Campeonato Paulista

Após quase duas décadas, os dois maiores rivais do futebol paulista acirraram as suas relações acumuladas em mais de um século de confrontos. Nesse período, o Corinthians somou maiores conquistas, apesar da traumática eliminação na semifinal da Libertadores de 2000, exatamente para o alviverde.

Os corintianos somaram dois campeonatos mundiais (2000 e 2012), uma Copa Libertadores (2012), uma Recopa sul-americana (2013), cinco campeonatos estaduais (2001, 2003, 2009, 2013 e 2017), quatro brasileiros (2005, 2011, 2015 e 2017), duas copas do Brasil (2002 e 2009), um Torneio Rio-São Paulo (2002).

Durante estas conquistas, astros como Marcelinho Carioca, Dida, Gamarra, Rincón, Ronaldo, Emerson Sheik, Cássio, entre outros, marcaram seus nomes na história do clube. 

Os melhores anos corintianos só foram manchados pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2007, que propiciou o título da Série B no ano seguinte.

Do lado do Palmeiras, os últimos 19 anos não repetiram grandes momentos das duas "Academias" nas décadas de 60 e 70, lideradas por Ademir da Guia, ou mesmo dos esquadrões formados nos anos 90, com Edmundo, Evair, Roberto Carlos, Cafu, Djalminha e Roberto Carlos.

Depois do vice-campeonato na Libertadores, ao perder para o Boca Juniors nos pênaltis, o Palmeiras só voltou a ganhar um Campeonato Paulista, em 2008. A torcida palmeirense precisou esperar 22 anos para festejar mais um título brasileiro, em 2016. Duas copas do Brasil foram somadas (2012 e 2015), mas os dois rebaixamentos em 2002 e 2012 foram bastante doídos, principalmente o segundo, no mesmo ano do Mundial conquistado pelo rival.

Independentemente do time que venha a levantar a taça nesta tarde de domingo, o certo é que a história de rivalidade entre Corinthians e Palmeiras ganhou mais um capítulo em seu livro de páginas infinitas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.