Corinthians é responsabilidade de Juninho

Juninho Fonseca, técnico do Corinthians, ainda não sabe se tem mais motivos para comemorar ou para se preocupar a partir de segunda-feira, data da apresentação da equipe. Em princípio, a avalanche de contratações (por enquanto são 12 confirmadas) parece ser tudo o que um treinador gostaria. Grupo grande, jogadores com características distintas e várias opções para cada posição. Porém, é o outro lado da moeda que promete tirar o sono do comandante alvinegro. Escaldada pelo fiasco no último Campeonato Brasileiro e pelas críticas que pipocaram de todos os lados, até mesmo dentro do próprio Parque São Jorge, sobre a excessiva e precipitada utilização de novatos no time principal, a diretoria mudou a política. Os cartolas se desdobraram no fim de ano para trazer o maior número possível de atletas. E visam dois objetivos com essa atitude. O primeiro, óbvio, é reforçar a equipe. O segundo, esse sim curioso, é jogar nas costas da comissão técnica (leia-se Juninho) toda a responsabilidade por tudo o que vai ocorrer com o Corinthians daqui para frente. A conclusão dos diretores é evidente. Aconteça o que acontecer, ninguém vai poder culpar a diretoria pelos eventuais maus resultados dentro do campo. No segundo semestre do ano passado, a cartolagem foi apontada como maior culpada pelo péssimo rendimento, atribuído ao incompetente planejamento que permitiu a saída de jogadores e não previu a reposição adequada. A pressão foi grande e ninguém entre os engravatados corintianos quer passar pela situação novamente. Ainda mais em ano de eleições.Careca e Valdson - O clube confirmou hoje a contratação do volante Careca, que estava no Santo André. Domingo, o zagueiro Valdson, atualmente no futebol mexicano, é aguardado para assinar contrato. Outra negociação que já se tornou novela é a do atacante Leandrão. O jogador do Inter-RS é considerado o mais indicado para a única função para a qual o time ainda não tem um especialista: o jogador de área, finalizador. A intenção da diretoria é apresentar os três na segunda-feira, quando todo o elenco se reúne para iniciar o trabalho visando a temporada deste ano. Na terça-feira, a delegação segue para Extrema-MG, onde fará a pré-temporada.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2004 | 19h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.