Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Corinthians e Santos fazem clássico decisivo no Itaquerão

Equipes encaram jogo do Campeonato Brasileiro como uma 'final'

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

20 de setembro de 2015 | 03h00

Corinthians e Santos fazem um jogo com cara de decisão, neste domingo, às 11h, no Itaquerão. Após a derrota para o Internacional, quarta-feira, os jogadores do Corinthians sabem que não podem ficar mais uma rodada sem pontuar. Do lado do Santos, o discurso é de que o clássico tem de ser encarado como uma “final” se o time quiser continuar brigando por uma vaga no G-4.

Como só a vitória interessa para as duas equipes, a partida promete ser aberta. O Santos já avisou que, mesmo jogando fora de casa, não vai abrir mão do seu jogo ofensivo, enquanto que o Corinthians, no embalo da sua torcida, tentará pressionar o adversário desde o início.

Além da necessidade de não perder a boa vantagem que tem na liderança – a distância para o Atlético-MG, segundo colocado, é de cinco pontos (54 a 49) –, uma vitória hoje acabaria com um incômodo jejum do Corinthians. O time mas vem sofrendo nos últimos clássicos e acumula oito jogos sem vitória contra os seus rivais no Estado.

O Santos, inclusive, é o adversário mais indigesto. Em quatro jogos na temporada com a equipe da Baixada, o Corinthians perdeu três, empatou um e foi eliminado da Copa do Brasil.

“Temos de esquecer os outros resultados contra eles e buscar uma vitória. Eles têm qualidade, mas vamos focar no nosso trabalho”, disse o zagueiro Gil.

O técnico santista Dorival Junior também prefere deixar de lado o retrospecto do confronto. “Não acrescenta nada. O último jogo foi há quase um mês (dia 26 de agosto). Não tem qualquer ligação”, disse.

O Santos está em ascensão desde a chegada do técnico Dorival Junior. Em 17 partidas, foram 12 vitórias, três empates e duas derrotas.

O time chega motivado ao clássico após grande vitória sobre o Atlético-MG, quarta-feira. A goleada por 4 a 0 na Vila Belmiro apagou a derrota na rodada anterior para a Ponte Preta e renovou o fôlego da equipe na disputa pelo G-4.

A escalação, inclusive, será a mesma, com o trio de ataque formado por Gabriel, Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel sendo abastecido por Lucas Lima.

Pelo segundo domingo seguido, Corinthians e Santos jogarão às 11h. A previsão deste fim de semana, no entanto, é de temperaturas mais elevadas, superiores a 30º C para o horário da partida.

O calor, inclusive, preocupa os jogadores. “Independente do sol, vamos ter de competir da mesma forma”, disse Elias.

Os ingressos estão esgotados desde quarta-feira, mas não haverá quebra de recorde de público no Itaquerão. Por orientação da PM, o isolamento à torcida do Santos será maior e foram vendidos menos ingressos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Felipe, Gil e G. Arana (Yago); Ralf, Elias, Renato Augusto e Jadson; Malcom e Vagner Love. Técnico: Tite

SANTOS

Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Gabriel, Ricardo Oliveira e M. Gabriel. Técnico: Dorival Junior

Juiz: Flávio Rodrigues Guerra

Local: Itaquerão

Horário: 11h

Transmissão: Pay-per-view

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.