Rodrigo Coca/ Corinthians e Rubens Chiri/ saopaulofc.net
Rodrigo Coca/ Corinthians e Rubens Chiri/ saopaulofc.net

Corinthians e São Paulo se apresentam para a pré-temporada traçando rotas distintas em 2022

Equipes paulistas concluíram último ano em situações opostas e almejam objetivos mais ambiciosos ancorados em diferentes estratégias

Marcos Antomil, especial para o Estadão

10 de janeiro de 2022 | 05h00

Corinthians e São Paulo iniciam sua preparação para a temporada 2022 nesta segunda-feira. Após concluírem o último ano em situações opostas, as duas equipes apostam na manutenção da comissão técnica e chegada de reforços pontuais para alcançar bons resultados. Além do Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Brasileirão em comum, São Paulo e Corinthians vivem a expectativa da disputa dos torneios continentais. Enquanto o time alvinegro voltará à disputa da fase de grupos da Libertadores depois de três temporadas ausente, o clube do Morumbi participará da Copa Sul-Americana, cujo troféu já conquistou em 2012.

Os jogadores que se apresentarem nesta segunda-feira deverão passar por uma série de testes físicos antes de iniciar os treinamentos. Também há preocupação sobre possíveis contaminados com a covid-19. Diante da situação do Palmeiras, que identificou oito casos no elenco após as férias, os rivais da capital também farão exames nos seus atletas para evitar que um surto da doença prejudique a preparação da equipe.

São Paulo e Corinthians, no entanto, se apoiam em estratégias diferentes na construção de seus elencos. O time do Parque São Jorge aposta na mescla entre jogadores experientes e jovens para buscar títulos importantes e fazer frente a Palmeiras, Atlético-MG e Flamengo. A equipe tricolor, por sua vez, entrou no mercado da bola querendo arejar o elenco, com contratação de nomes de menos expressão, mas que poderão efetuar os anceios do técnico Rogério Ceni.

Róger Guedes, Willian, Renato Augusto e Giuliano chegaram ao Corinthians em meio à última temporada e elevaram o patamar da equipe, que passou a lutar por posições mais altas no Campeonato Brasileiro. O retorno do volante Paulinho é mais uma peça importante para deixar o time robusto. A diretoria corintiana optou por manter Sylvinho no comando técnico e, confiante no trabalho do treinador, promete a contratação de um centroavante de peso. Diego Costa, ex-Atlético-MG, e Cavani, do Manchester United, são alguns dos nomes ventilados.

Sylvinho também se preocupa com a busca pelo 11 ideal. O elenco conta com jogadores experientes, muitos deles com mais de 30 anos: Gil, Renato Augusto, Willian, Giuliano, Cássio, Paulinho, Fagner, Fábio Santos e Jô. Administrar um time com medalhões e jovens promissores é um dos principais desafios do treinador. Gustavo Silva, Adson, João Victor, Du Queiroz e Gabriel Pereira devem ganhar oportunidades e lutarão pela titularidade.

O São Paulo encerrou 2021 em situação oposta à do Corinthians. A péssima campanha no Brasileirão e declarações de Rogério Ceni e Muricy Ramalho deixaram o ambiente no clube do Morumbi em ebulição. Alguns reforços chegaram para dar novo ânimo ao elenco. As mudanças acontecem principalmente por uma percepção do ex-goleiro sobre a falta de comunicação e liderança da equipe. Goleiro Jandrei, lateral-direito Rafinha, volante Patrick e o atacante Alisson já foram anunciados, enquanto o atacante Nikão deve ser confirmado em breve.

Outros jogadores deixaram a equipe do Morumbi e abrem espaço para que Rogério Ceni possa implementar novas ideias e movimentar o elenco. Lucas Perri, Orejuela, Bruno Alves, William, Liziero, Shaylon, Benítez, Rojas e Galeano ganharão oportunidades em outros clubes em 2022.

Com a chegada de Alisson e o provável desembarque de Nikão no Morumbi, Rogério Ceni planeja criar alternativas ao trio formado por Calleri, Luciano e Rigoni. O treinador quer aumentar a velocidade do ataque e precisa melhorar os números de 2021. No Brasileirão, o São Paulo marcou somente 31 gols, sendo o terceiro pior ataque da competição.

O Corinthians faz sua estreia no Campeonato Paulista no dia 25 de janeiro na Neo Química Arena diante da Ferroviária. Já o São Paulo entra em campo apenas dois dias depois, no dia 27, em visita ao Guarani, no Brinco de Ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.