Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Corinthians empata com Botafogo e Fluminense abre vantagem

No Pacaembu, Bruno César marca o 100.º gol do ano do centenário, mas a equipe paulista leva gol de Loco Abreu e não sai do placar de 1 a 1

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

29 de setembro de 2010 | 23h46

O Corinthians se complicou na luta pelo título do Campeonato Brasileiro. O alvinegro paulista não passou de um empate por 1 a 1 diante do Botafogo, na noite desta quarta-feira, pela 26.ª rodada. Quem agradeceu foi o Fluminense, que fez 1 a 0 no Avaí, no Rio de Janeiro, gol de Conca, e abriu três pontos na liderança - 51 a 48.

 

Veja também:

linkNeto nega agressão a Andrés

linkElias critica arbitragem

Brasileirão - tabela Classificação / lista Resultados

som Rádio Eldorado/ESPN - Corinthians 1x0 / Corinthians 1 x 1

 

Apesar de ter empatado a primeira como mandante e ter ficado três pontos atrás do rival carioca, o Corinthians ainda só depende de suas forças para voltar à liderança do Campeonato Brasileiro. O clube tem uma partida a menos em relação ao Fluminense - pegará o Vasco da Gama no dia 13.

 

Na próxima rodada, o Corinthians realizará mais uma partida em casa, contra o Ceará, no sábado. No mesmo dia, o Botafogo, que empatou a quarta seguida no Brasileirão, tentará a recuperação no clássico diante do Flamengo, no Engenhão - o time de Joel Santana também completou no Pacaembu o quinto jogo sem vitória.

 

O Corinthians entrou modificado nesta quarta. Sem Ronaldo, Chicão, Dentinho e Paulo André, Thiago Heleno foi escalado entre os titulares na zaga. O resultado foi que a equipe de Adílson Batista teve dificuldades no posicionamento defensivo. Herrera e Loco Abreu apareceram com liberdade e ganharam quase todas na disputa aérea.

 

Porém, foi o Corinthians que conseguiu o primeiro gol. Logo aos 3 minutos do primeiro tempo, Roberto Carlos cruzou da esquerda. Jorge Henrique não alcançou a bola, que sobrou para Bruno César. O camisa 10 alvinegro deu um toque sensacional no ângulo direito de Jefferson - foi o 100.º gol do Corinthians no ano do centenário.

 

O Botafogo não se desestabilizou e conseguiu atacar o Corinthians pelas laterais, mesmo no Pacaembu. Depois de acertar uma bola na trave aos 11 minutos, Loco Abreu não perdeu a segunda chance e cabeceou para o fundo das redes do goleiro Julio César após cruzamento de Herrera pela direita, aos 25 minutos.

 

Após os gols, a partida continuou equilibrada até o final do primeiro tempo. Aos 35 minutos, Jorge Henrique fez tabelinha com Bruno César e cruzou para Elias. A bola passou pelo meio-campista e sobrou para Iarley. O atacante tentou empurrar para as redes com um carrinho, mas a bola tocou no pé do poste esquerdo de Jefferson e saiu.

 

Na etapa final, o técnico Joel Santana reclamou muito da arbitragem. Aos 3 minutos do segundo tempo, Marcelo Cordeiro enfiou para Herrera. O argentino saiu na cara de Julio Cesar e tocou para o fundo das redes. Mas o árbitro Leandro Pedro Vuaden assinalou impedimento - o tira-teima mostrou que a posição era legal.

 

O Botafogo foi melhor nos 15 minutos iniciais do segundo tempo. O Corinthians evoluiu bem na meia hora final e tentou sufocar. Elias foi o jogador mais acionado e arriscou por diversas vezes de fora da área - chegou a tirar tinta da trave direita de Jefferson em arremate aos 30 minutos, após passe de Alessandro.

 

Mas a defesa do Botafogo levou a melhor e não permitiu que o Corinthians triunfasse mais uma vez como mandante. Os corintianos ainda se safaram aos 48 minutos, quando o botafoguense Caio perdeu um gol incrível. "Erramos muito no primeiro tempo", lamentou Elias. "No segundo tempo eles se defenderam, e não conseguimos marcar. Agora temos de pensar em fazer os três pontos contra o Ceará."

 

  CORINTHIANS 1 X 1 BOTAFOGO

CORINTHIANS - Julio Cesar; Alessandro, William, Thiago Heleno e Roberto Carlos (Danilo); Ralf (Paulinho), Jucilei, Elias  e Bruno César; Iarley (Defederico) e Jorge Henrique. Técnico: Adílson Batista.

BOTAFOGO - Jefferson; Antônio Carlos  (Danny Morais), Leandro Guerreiro, Fábio Ferreira e Alessandro; Fahel , Somália, Lúcio Flávio (Caio) e Marcelo Cordeiro; Herrera  (Renato Cajá) e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

Gols - Bruno César, aos 3, e Loco Abreu, aos 25 minutos do primeiro tempo; Público e Renda - 25.535 (total) R$ 770.449,00; Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (RS); Local - Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.