Corinthians empata com Goiás e termina em terceiro

O Corinthians teve chance de ser campeão até a rodada final, mas ficou somente com a terceira colocação do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, pela última rodada da competição, a equipe não passou de um empate por 1 a 1 com o já rebaixado Goiás, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Porém, mesmo que tivesse ganhado, não teria conseguido levantar o troféu, já que o Fluminense, que dependia somente de suas próprias forças, bateu o Guarani por 1 a 0 no Estádio do Engenhão, no Rio, e garantiu o título.

RAFAEL VERGUEIRO, Agência Estado

05 de dezembro de 2010 | 19h29

Além da perda do troféu nacional, o clube do Parque São Jorge desperdiçou a chance de faturar a vaga na fase de grupos da Libertadores de 2011, que caiu nas mãos do Cruzeiro. O time mineiro ficou com o vice-campeonato nacional depois de superar o Palmeiras por 2 a 1, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).

O Corinthians finalizou o Campeonato Brasileiro com 68 pontos, contra 71 do campeão Fluminense e 70 do vice Cruzeiro. O artilheiro da equipe na competição foi Bruno César, uma das revelações do futebol do País na temporada, com 14 gols. Neste domingo, ele não fez boa partida e foi substituído por Danilo no segundo tempo.

Sem nenhuma conquista no ano do centenário (foi quinto colocado no Paulistão e caiu nas oitavas de final na Libertadores), o clube do Parque São Jorge agora mira 2011. A prioridade da diretoria é manter os principais jogadores do elenco (Jucilei e Elias, após serem convocados para a seleção brasileira, receberam boas ofertas do exterior) e contratar de três a cinco reforços.

O JOGO - No confronto deste domingo, o Corinthians não jogou bem e não conseguiu terminar como queria o Campeonato Brasileiro. O empate foi frustrante para a torcida, que lotou o Serra Dourada na esperança de pelo menos um resultado positivo contra os reservas do Goiás - o time está priorizando a Copa Sul-Americana, pois na próxima quarta decide o título diante do Independiente na Argentina.

Os gols foram marcados no primeiro tempo. Felipe Amorim abriu o placar aos 19 minutos do primeiro tempo, em falha do goleiro Júlio César. Ele foi sair jogando e chutou a bola em cima do jogador do Goiás, que apenas finalizou para as redes, colocando o time da casa em vantagem. O Corinthians, porém, reagiu. Dentinho deixou tudo igual aos 29 minutos, em jogada tramada dentro da área por Elias.

Na etapa final, apesar de precisar da vitória, o time paulista não conseguiu pressionar o Goiás, que criou boas chances de gol no começo. O Corinthians reagiu apenas nos 15 minutos finais do jogo, quando o duelo ficou aberto e as duas equipes desperdiçaram oportunidades. Na melhor chance do Corinthians, aos 38 minutos, Ronaldo acertou a trave adversária.

Assim, o Corinthians adiou o sonho de conquistar o pentacampeonato brasileiro, apesar de ter o elenco mais caro do futebol nacional. Ao Goiás, já rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, resta o consolo de tentar conquistar o título da Copa Sul-Americana na próxima quarta, na Argentina, contra o Independiente, depois de vencer o primeiro jogo por 2 a 0.

Ficha técnica:

Goiás 1 x 1 Corinthians

Goiás - Fábio; Wendel Santos, Mateus, Valmir Lucas e Jadilson; Lenon, Jonílson, Camacho e Felipe Amorim (Assuério); Everton Santos e Wendel Lira (Rithely). Técnico: Artur Neto.

Corinthians - Julio Cesar, Alessandro, Chicão (Leandro Castán), William e Roberto Carlos; Ralf (Jorge Henrique), Elias, Jucilei e Bruno César (Danilo); Dentinho e Ronaldo. Técnico: Tite.

Gols - Felipe Amorim, aos 19, Dentinho, aos 29 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Matheus, Rithely (Goiás).

Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS).

Público - 28.917 pagantes.

Renda - R$ 755.200,00.

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.