Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Corinthians empata e quebra recorde de pontos no Brasileirão

Time de Tite é o maior pontuador desde 2006 (81); Avaí é rebaixado

VITOR MARQUES, O ESTADO DE S. PAULO

06 de dezembro de 2015 | 18h59

O Corinthians de Tite alcançou um recorde expressivo neste domingo em Itaquera. Mesmo com o empate diante do agora rebaixado Avaí (1 a 1), o time se tornou o campeão brasileiro com maior pontuação na história dos pontos corridos desde 2006: 81, um a mais que o Cruzeiro de 2014.

Com hexa conquistado há três rodadas, na 35ª, o Corinthians encerrou sua participação no Brasileirão 2015 com outras marcas importantes: 71,1% de aproveitamento, 12 pontos de diferença do segundo colocado (81 a 69), melhor ataque (71), defesa (31) e saldo de gols (40).

A despedida da temporada, numa arena lotada, foi marcada por homenagens a Tite. A principal delas: um mosaico com a imagem do treinador segurando a faixa: 'The Favela is Here! Corinthians My Life'. 

A tal frase 'correu o mundo' em 2012, quando o próprio Tite ergueu uma faixa na comemoração do título Mundial no estádio de Yokohama, no Japão. Essa mesma faixa foi distribuíada nas cadeiras do estádio, ontem, em Itaquera.

"Você fica emocionado e não encontra palavras.  É uma foto minha, mas o grupo do Corinthians. É um grupo de trabalho bem representado", afirmou o treinador. 

Da arquibancada, só se via referência ao hexacampeonato e à goleada sobre o São Paulo por 6 a 1. Ouvia-se os gritos de "é campeão, antes, durante e logo depois do apito final.

Dentro de campo, nada de amistoso. O Corinthians queria seu recorde e o Avaí lutava contra o rebaixamento. O empate servia ao time catarinense desde que houvesse uma combinação de outros resultados.

Por isso os catarinenses começaram a partida com uma postura mais cautelosa, sem se expor e tentavam controlar o ataque do Corinthians, melhor no jogo desde o início. A falha do time de Tite foi desperdiçar as chances de gol no primeiro tempo, todas elas pelo lado direito do ataque.

 No segundo tempo, o gol do Figueirense contra o Flu no Orlando Scarpelli 'rebaixava' o Avaí.  O Figueira fez seu gol aos 3 minutos e o Avaí, aos 11. Claudinei ganhou pelo alto da defesa do Corinthians e abriu o placar.

O jogo mudou. O Avaí se fechou ainda mais e passou a atuar com todos seus jogadores atras da linha do meio de campo. Tite mexeu no time. Colocou Danilo e Bruno Henrique para ganhar o meio de campo e apostou em mais um atacante, Romero.

Deu certo. Danilo deu mais cadencia ao time, o Corinthians voltou a controlar o jogo e buscou o empate. Elias e Danilo tramam a jogada, a zaga do Avaí corta e sobre para Vagner Love. Aos 32 minutos, o artilheiro empatou o jogo, rebaixou o Avaí e chegou a 14 gols no Brasileiro. A festa estava completa em Itaquera, aos gritos de 'É campeão'.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 AVAÍ

Corinthians: Cássio;  Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf (Bruno Henrique), Elias, Rodriguinho (Romero) e Lucca (Danilo);  

Malcom e Vagner Love. Técnico: Tite

Avaí: Vagner; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Emerson e Romário; Claudinei, Renan (Roberto) e Renan Oliveira (Rudnei) e Everton Silva (Pablo); Anderson Lopes e Romulo. Técnico: Raul Cabral

Gols: Claudinei, aos 11, e Love, aos 32 do segundo tempo.

Juiz:  Leandro Pedro Vuaden

Cartões amarelos: Everton Silva, Vagner, Vagner Love e Elias

Público: 43.389 pagantes.

Renda: 2.678.940,00.

Local: Arena Corinthians

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthiansAvaí

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.