Corinthians: empate garante a vaga

Se a tradição prevalecer, a temporada deverá ser fantástica para o Corinthians. O título alcançado pela Gaviões da Fiel no carnaval paulista, este ano, pode ser prenúncio de várias conquistas. Em 1995 e 1999, quando a Gaviões também venceu o desfile, o Corinthians colecionou títulos. ?Não há dúvida de que a nossa responsabilidade aumenta?, disse hoje o técnico Parreira, depois de orientar no um treino dois-toques, debaixo de chuva forte, no Parque São Jorge. O jogo desta quarta-feira à noite, no Pacaembu, diante do River, do Piauí, é a primeira oportunidade para os jogadores darem sequência à feliz coincidência. Na partida de ida, semana passada, o Corinthians venceu por 2 a 1, mas não evitou o segundo jogo. Mesmo assim, a situação é tranquila. O time passa à próxima fase se empatar o jogo. Mesmo perdendo pelo placar de 1 a 0 ainda se classifica, já que fez dois gols na casa do adversário. ?Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.? A frase também costuma ser creditada ao ex-presidente do Corinthians, Vicente Mateus, mas se for estabelecedida uma relação entre os anos em que a Gaviões foi campeã e as vitórias do clube, ?dá samba?. Em 1995, o Corinthias ganhou a Copa de Futebol Juniores, o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil. Em 1999, outro título da Copa São Paulo de Juniores, o Campeonato Paulista e o bi no Brasileiro. ?Nós também temos obrigação de responder à altura e ganhar?, afirmou hoje o meia Vampeta. Ele lembrou, contudo, que o exemplo do Treze de Campina Grande, da Paraíba, em 1999, ainda está bem vivo no grupo. ?No jogo de ida empatamos em 2 a 2 e aqui em São Paulo eles fizeram 2 a 0. Empatamos e só viramos nos pênaltis.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.