Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Corinthians encaminha venda de Mendoza para clube francês

Atacante colombiano tem contrato com o clube paulista até dezembro deste ano

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2018 | 16h42

O Corinthians está perto de acertar a venda do atacante Stiven Mendoza para o Amiens, da França. O jogador colombiano deve viajar nesta terça-feira para a Europa, onde passará por exames médicos e, sendo aprovado, assinará contrato com o clube francês e, enfim, deixará oficialmente o time brasileiro. O jogador custará cerca de 1 milhão de euros R$ 3,8 milhões) e o time paulista é dono de 50% de seus direitos econômicos.

+ Corinthians chega aos EUA e Rodriguinho brinca com 'quarta força'

Mendoza chegou ao Corinthians no fim de 2014, mas teve poucas oportunidades na equipe. Neste período, foi emprestado ao Chennaiyin, da Índia, seu antigo clube, e também teve passagens por New York City e Bahia, onde apareceu com destaque.

O Corinthians tentou utilizá-lo como moeda de troca em algumas negociações, mas as conversas não avançaram. Um dos motivos foi justamente o fato do clube ter maior interesse em vendê-lo, já que ele tem contrato até dezembro e poderia sair de graça ao final da temporada. 

Além disso, Mendoza afirmava que gostaria de ficar no clube para ter mais oportunidades e mostrar seu futebol. Entretanto, deverá deixar o clube e partir para o futebol francês após 31 partidas e três gols marcados. 

O Amiens é o clube onde atua o lateral-esquerdo Danilo Avelar, que chegou a estar nos planos do Corinthians, mas as negociações esfriaram após o clube acertar a contratação de Juninho Capixaba, do Bahia. A diretoria do clube francês aceitou fazer negócio, entretanto não quer liberar o atleta neste momento. Uma nova conversa sobre Avelar pode ocorrer no futuro. 

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.