Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Corinthians encara Fluminense no 100.º jogo de Mano Menezes

Técnico coloca força máxima para conseguir uma boa vantagem nesta quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

13 de maio de 2009 | 00h05

O museu corintiano certamente reservará um lugar privilegiado para Mano Menezes. Ele virou uma das estrelas da torcida, principalmente depois da conquista do título da Série B do Brasileiro no ano passado. E nesta quarta-feira, em jogo a partir das 21h50, contra o Fluminense, no Pacaembu, pela Copa do Brasil, entrará para o seleto grupo de "técnicos centenários" do Corinthians, ao completar sua 100ª partida no comando do clube - o jogo terá cobertura online do estadao.com.br e transmissão da Eldorado/ESPN, também no FM 107,3.

 

Veja também:

linkLula ganha camisa do Corinthians e bate bola com Ronaldo

linkCorinthians acerta retorno do volante Moradei

linkParreira descarta marcação individual sobre Ronaldo

lista Copa do Brasil - Calendário

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

A marca é relativamente comum para jogadores. Não tão normal, porém, para técnicos no futebol brasileiro. No Corinthians, por exemplo, apenas 14 conseguiram alcançar a marca de 100 jogos. O 15.º será Luiz Antônio Venker Menezes, gaúcho de Passo do Sobrado, que está com 46 anos. "Uma marca importante, pois é a valorização do trabalho. Só se chega a ela porque os resultados existem e espero comemorá-la amanhã (quarta-feira) com uma grande partida", afirmou.

 

Desde Oswaldo de Oliveira, em 2000, nenhum treinador consegue a marca de 100 jogos no Corinthians. Dos últimos 10 técnicos no clube, quem mais dirigiu o time foi Emerson Leão, em apenas 46 confrontos. Em 99 partidas sob o comando de Mano Menezes, o torcedor corintiano viu 61 vitórias, 26 empates e lamentou apenas 12 derrotas. Aproveitamento de 70,4% dos pontos. Foram dois títulos (Série B e Paulistão), um vice-campeonato (Copa do Brasil) e um quinto lugar (Paulistão).

 

Tudo começou em 16 de janeiro do ano passado, com um 3 a 0 no Guarani, no Morumbi. O técnico montou uma equipe confiável, que resgatou o orgulho da torcida ao confirmar a conquista da Série B e ganhar o Paulistão deste ano de forma invicta. "O futebol está muito parecido em todos os lugares, temos de provar sempre, a cada jogo. Não basta apenas o que conquistamos na semana passada", comentou Mano Menezes.

 

Sua missão, agora, é levar o time à Libertadores de 2010, ano do centenário corintiano. "O importante é subir cada degrau de uma vez. Primeiro tínhamos de subir o time na Série B, depois, ganhar o Paulista. Agora temos a Copa do Brasil e vamos trabalhar para conseguir vencê-la", avisou Mano, consciente da importância do duelo desta quarta-feira contra o Fluminense.

 

SEM PROBLEMAS

O surto de gripe que assustou muito Mano Menezes na segunda-feira, já virou coisa do passado

 Corinthians
Felipe; Alessandro, Chicão (Diego), William (Jean) e André Santos; Cristian, Elias (Boquita) e Douglas; Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes
 Fluminense
Fernando Henrique; Mariano, Edcarlos, Luiz Alberto e João Paulo; Wellington Monteiro, Maurício, Marquinho e Thiago Neves; Maicon e Fred
Técnico: Carlos Alberto Parreira
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)

Estádio: Pacaembu, em São Paulo

Horário: 21h50

Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 Khz, FM 107,3

TV: Globo e Band

nesta terça. Por isso, o sorriso do treinador ao falar sobre a escalação para enfrentar o Fluminense. "Os jogadores do lado de cá do campo (só não estavam ali, Chicão, William e Elias, sob observação, mas não descartados) estão todos liberados e prontos para jogar", afirmou o técnico.

 

Ronaldo, um dos atingidos pelo surto de gripe, treinou de agasalho nesta terça-feira, apesar do calor, e vai jogar nesta quarta. Mesma situação vivem Dentinho, Jorge Henrique, Morais e Souza, todos liberados para entrar em campo. Até mesmo o lateral-esquerdo André Santos, que vem sentindo dores na virilha direita, confirmou presença contra o Fluminense.

 

"Treinei bem, não senti nada, e vou para o jogo. Uma decisão para nós e espero que consigamos vencer e, de preferência, sem sofrer gols", afirmou André Santos, reconhecendo a precaução na parte defensiva pedida por Mano Menezes. "Nossa ataque é muito bom e com certeza vai marcar. Mas não sofrer gols é primordial", afirmou o lateral-direito Alessandro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.