Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians/ 28-7-2018
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians/ 28-7-2018

Corinthians encara o Colo-Colo em dia de reencontro com Valdivia

Ex-jogador do Palmeiras é o primeiro jogador da equipe chilena, que conta também com a experiência de Lucas Barrios, que também defendeu o rival alvinegro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 Agosto 2018 | 05h00

Na luta para manter vivo o principal objetivo na temporada, a conquista da Libertadores, o Corinthians vai reencontrar um velho conhecido na partida contra o Colo-Colo, às 21h45, em Santiago. O meia Valdivia é a estrela do time chileno e terá mais um capítulo para contar de sua história cercada de polêmicas dos tempos de Palmeiras.

O Mago, como era conhecido quando jogou no Brasil, enfrentou 15 vezes o Corinthians, sempre com a camisa do Palmeiras, e soma cinco vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Fez apenas um gol, em 2008, quando comemorou fazendo um “chororô”, em provocação ao zagueiro William, que na época disse que ele era “chorão”.

Mesmo depois de deixar o Brasil, o chileno não esqueceu do Corinthians. Em 2015, quando defendia o Al-Wahda, postou uma mensagem ironizando um suposto favorecimento ao time alvinegro. “Liguei na NET pra comprar um jogo do Brasileirão... Mas a atendente me informou que o Corinthians já comprou todos”, escreveu, em sua página no Twitter. O presidente do clube, Andrés Sanchez, reagiu dizendo que iria dar chinelos para o jogador, para ele aproveitar os Emirados Árabes da forma que mais gostava, ironizando suas lesões. 

O Corinthians evita falar do meia e destaca a importância em conseguir um bom resultado no primeiro jogo das oitavas de final. “Esperamos um jogo complicado e sabemos que o Colo-Colo é um jogo difícil. Mas estamos preparados para conseguir voltar com um bom resultado”, disse o atacante Pedrinho. A partida de volta será no dia 29 de agosto, na Arena. 

O treinador decidiu manter a formação sem uma referência na área e com Romero jogando mais à frente. A ordem é entrar em campo sem se deixar levar pela pressão da torcida e tratar o duelo como se fosse apenas mais um jogo do Brasileirão. 

“O jogo é bom para a gente mensurar a nossa força. Aprendemos a jogar a Libertadores e estamos preparados para isso”, disse Loss, que garante tranquilidade para a partida. “Não sou de perder o sono em jogos assim.”

No Colo-Colo, o técnico Héctor Tapia deve manter o time no 4-4-2 tradicional, com dois meias criativos e dois atacantes, sendo um deles, Lucas Barrios, outro que passou pelo Palmeiras e também jogou no Grêmio. 

FICHA TÉCNICA

Colo-Colo: Agustín Orión;  Opazo, Matías Zaldivia,  Insaurralde e  Pérez; Carlos Carmona,  Valdés,  Baeza e Valdivia; Barrios e  Paredes.

Técnico: Hector Tapia.

Corinthians: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Douglas, Jadson, Pedrinho e Clayson; Romero. 

Técnico: Osmar Loss. 

Juiz: Wilmar Roldán. 

Local: Monumental, em Santiago. 

Horário: 21h45. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.