Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians enfrenta adversário ideal

Chavão do futebol: time que deseja conquistar algo não pode escolher adversário. Se tal conceito é verdadeiro ou não, é outra conversa. A questão é que se os corintianos pudessem apontar uma equipe para enfrentar neste domingo, o Guarani ? adversário de fato, às 19 horas, no Pacaembu ? teria grande chance de ser a indicada. O Corinthians conseguiu bons resultados nas última três partidas. Além de dois empates fora de casa (Fortaleza e Atlético-MG) ? o primeiro valeu a classificação na Copa do Brasil ?, bateu o Vitória por 1 a 0 na quinta-feira, pela mesma competição. Porém, ainda não foi suficiente para readquirir a auto-estima do grupo de jogadores e a confiança da torcida. Todos no Parque São Jorge sabem disso e têm a receita na ponta da língua. ?Precisamos mesmo é de uma seqüência de bons resultados. Não adianta nada irmos bem duas vezes e perdermos logo depois?, comentou o goleiro Fábio Costa. A equipe ocupa apenas a modestíssima 19ª posição no Campeonato Brasileiro, com quatro pontos. Que tal, então, um adversário mal colocado na classificação (como o Corinthians), que vive momento conturbado (como o Corinthians) e que nem comando técnico tem (pior que o Corinthians)? Com vocês... o Guarani! Sem treinador ou rumo no Brasileiro, o time de Campinas, 17º, com cinco pontos, terá como grande atração o preparador físico Lino Fachini Júnior, interino no banco de reservas. No ataque, uma imposição: a entrada de Harrison, meia atacante revelado pelo São Paulo. A novidade entre os reservas será o atacante Sandro Hiroshi, ex-São Paulo, que pode entrar no segundo tempo. O desfalque será o volante Sidney, que cumpre seu terceiro jogo de suspensão. Plano ? Para conseguir manter o time no trilho da reabilitação, Oswaldo optou por manter a mesma formação que bateu o Vitória. A exceção está na zaga. Anderson, que cumpriu suspensão, volta ao time no lugar de Betão. Gil continua recuado, como uma espécie de terceiro atacante com responsabilidade de armar as jogadas. Mais à frente continua a dupla Jô e Marcelo Ramos. Oswaldo também treinou o time com Piá no meio. Nesse caso, Jô voltaria para o banco e Gil passaria a jogar mais avançado. Porém, como o meia foi afastado após a partida com o Atlético-MG por deficiência técnica, é pouco provável que o treinador já o utilize contra o Guarani. Definição ? Reunião amanhã no Parque São Jorge deve servir para confirmar a contratação de Paulo Angione como o novo diretor de Futebol remunerado do Corinthians. O executivo, que até sexta-feira estava ligado ao Fluminense, vai se encontrar com o vice-presidente de Futebol, Antonio Roque Citadini, para acertar os últimos detalhes. Com a chegada de Angione, Citadini deve cuidar mais dos interesses do clube na CBF, no Clube dos 13 e em Brasília e se afastar, pelo menos um pouco, do Futebol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.