Corinthians enfrenta Ponte Preta em jogo decisivo para Acosta

'Quero ser artilheiro, ganhar títulos. Vou dar a vida dentro de campo', avisa o meia-atacante uruguaio

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

23 de fevereiro de 2008 | 15h13

"Quero ser artilheiro, ganhar títulos" e "vou dar a vida dentro de campo, justificar por que fui contratado" são frases do uruguaio Acosta em sua apresentação. Neste domingo, ele completa 69 dias no clube e, até agora, não justificou as declarações entusiasmadas. Ao contrário. No período, jogou abaixo do esperado, caiu em desgraça com a torcida e acabou no banco de reservas. Com a suspensão de Herrera, o atacante vai ganhar nova e possivelmente a última chance de ser titular nesta tarde, às 16 horas, em Campinas, no duelo do Corinthians com a líder do Paulista, a Ponte Preta (com transmissão online do estadao.com.br). Veja também: Felipe sente o ombro e desfalca o Corinthians em Campinas Classificação Próximos jogos / Últimos resultados"As oportunidades aparecem, e os que melhor aproveitam vão se mantendo", afirma o técnico Mano Menezes. Foi assim com Dentinho e Lulinha. Os garotos ganharam as vagas de titular de Finazzi e Acosta, respectivamente, durante a competição. Após quatro jogos sentado no banco de reservas, o uruguaio, que prometia chegar ao auge na quinta rodada, vê de novo as portas abertas. "O Acosta tem a minha confiança, e também a do grupo. E está trabalhando forte na busca da recuperação", observa o treinador. "Se a chance for bem aproveitada, muda a trajetória recente de alguns jogadores que estão encontrando dificuldades." A falta de adaptação foi a justificativa para ainda não repetir no Parque São Jorge o belo desempenho de 2007 no Náutico. Marcel e Finazzi também buscam dar a volta por cima, mas seguem preteridos por Mano Menezes. Se depender de treinos, Acosta tem tudo para brilhar em Campinas. Ele vem correndo, criando e, principalmente, marcando gols. E motivos não faltam. Além de não gostar de ser reserva, sabe da grande concorrência por uma vaga. Diogo Rincón chegou recentemente, Finazzi se recupera de lesão nos joelhos e Herrera vem jogando bem.Ponte PretaAranha; Eduardo Arroz, César, Jean e Vicente; Ricardo Conceição, Fabiano, Elias e Renato; Marcelo Soares e Danilo NecoTécnico: Sérgio GuedesCorinthiansJúlio César; Carlos Alberto,Chicão, William e André Santos; Bruno Octávio, Fabinho, Éverton Ribeiro e Lulinha; Dentinho e AcostaTécnico: Mano MenezesÁrbitro: Marcelo RogérioEstádio: Moisés LucarelliHorário: 16 horasRádio: Eldorado/ESPN - AM 700TV: Globo e Band PARA O ALTO E AVANTE!A clássica frase do Super-Homem ("Para o alto e avante") passou a ser bastante usada no Corinthians. Antes se contentando em lutar por uma vaga nas semifinais, o time agora mira a primeira colocação. A ambição cresceu depois que Ponte Preta (líder com 22 pontos) e Guaratinguetá (vice, com 21) perderam na semana. "As vagas estão abertas. Estamos a cinco pontos do topo", diz Mano. Adepto ao futebol de marcação forte, desta vez ele armará um time ousado, num 4-4-2, com dois meias (Lulinha e Éverton Ribeiro). "Respeitamos a equipe com melhor futebol até o momento. Mas nunca vamos abrir mão de buscar a vitória."

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPonte PretaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.