JF Diorio / Estadão Conteúdo
JF Diorio / Estadão Conteúdo

Corinthians espera acertar a renovação de Balbuena nessa semana

Empresário do zagueiro deve chegar ao Brasil nos próximos dias para definir a situação do atleta

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2017 | 07h00

A diretoria do Corinthians espera pela chegada do empresário de Balbuena, Renato Bittar, para tentar um acordo e garantir a permanência do zagueiro por mais quatro anos, evitando assim, o assédio dos clubes europeus. O agente é esperado no Brasil entre segunda e terça-feira. 

+ Diretoria descarta utilizar Lucca e Jean na próxima temporada

Balbuena tem contrato até o fim de 2018, mas a preocupação da diretoria é que o interesse de clubes do exterior façam com que a renovação com o jogador fique mais complicada. O defensor tem falado publicamente que deseja ficar.

Recentemente, Bittar disse em entrevista para uma rádio paraguaia que tem quatro propostas de clubes da Europa pelo defensor. Entretanto, a diretoria corintiana garante que até o momento não recebeu qualquer oferta  e que trata sua renovação como prioridade, principalmente após não conseguir manter Pablo no elenco. A diretoria, inclusive, espera contratar um zagueiro. 

Alguns nomes foram sondados e até chegou-se a negociar, com Marllon, da Ponte Preta, só que as conversas não foram adiante. O clube espera até o dia 3 de janeiro acertar a manutenção de Balbuena e também de outros titulares que negociam renovação de contrato. Casos do goleiro Cássio e do lateral-direito Fagner. O objetivo também é conseguir que mais reforços estejam certos. 

Até o momento, estão garantidos apenas o atacante Júnior Dutra e o volante Renê Júnior, que ainda não assinou contrato, porque está viajando de férias e deve acertar tudo nos próximos dias. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.