Corinthians espera Fluminense abalado

Os corintianos sabem que os jogadores do Fluminense estão abalados pela perda do título da Copa do Brasil, quarta-feira, para o Paulista de Jundiaí. E vão tentar tirar proveito disso na partida de domingo, em Mogi Mirim, pelo Brasileirão. "Eles vão vir mordidos. Temos que ficar espertos", diz o meia Roger. Para ele e o também meio-campista Carlos Alberto, o jogo terá um gostinho diferente. Ambos foram criados e revelados no Fluminense e vão enfrentar o ex-clube pela primeira vez. "Claro que isso mexe um pouco com a gente. Mas quando o juiz apitar, vou tentar esquecer", diz Roger, que completa: "Tenho saudade de muitos amigos que deixei lá, mas saudade é uma coisa, profissionalismo é outra". Para Carlos Alberto, a situação vai ser ainda mais complicada: seu irmão caçula, Fernando, é volante do Fluminense e tem chances de começar a partida como titular. "É uma sensação estranha, mas sei que ele vai dar o máximo pelo Fluminense e eu, pelo Corinthians". Sempre bem-humorado, Carlos Alberto brincou com a situação: "Acho que vou dar uma pressão nele". Em seguida, emendou: "Se bem que ele está mais alto que eu..." Aos risos, o meia finalizou: "Espero muito que ele seja feliz na carreira, mas não neste jogo contra a gente". A ligação com o Flu é tão grande que tanto Roger como Carlos Alberto passaram a noite de quarta-feira em frente à TV torcendo pela equipe carioca contra o Paulista. "Torci muito por meus amigos", disse Carlos Alberto, que chegou a ir a Jundiaí para assistir ao primeiro jogo da decisão, há 10 dias. "O Paulista foi melhor e mereceu o título. Infelizmente o Fluminense não foi campeão", lamentou Roger. Para o jogo em Mogi Mirim, o último dos dois com portões fechados, em virtude de uma punição do STJD ao mau comportamento da torcida corintiana no clássico com o São Paulo, o técnico Márcio Bittencourt não poderá contar com Gustavo Nery, suspenso. Como ele vinha jogando no meio, Rosinei será seu substituto. Na zaga, Marinho entra na vaga de Anderson, que foi para o Benfica. No ataque, Jô e Abuda voltam a formar a dupla que deu certo nos jogos contra Flamengo e Brasiliense, enquanto Tevez segue com a Seleção Argentina na Copa das Confederações. O volante Marcelo Mattos, machucado, também fica de fora, assim como o zagueiro Sebá Domínguez. Já o atacante Gil ainda não teve sua situação definida pela diretoria. O jogador aguarda propostas para sair, a diretoria espera ofertas para negociá-lo e lucrar com ele. Enquanto isso, Gil treina normalmente com o time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.