André Penner/AP
André Penner/AP

Corinthians espera laudo para liberar venda de ingressos na Arena

Equipe paulista encara o Cruzeiro no próximo dia 29, na Arena Corinthians

Vanderson Pimentel, O Estado de S. Paulo

20 de maio de 2014 | 10h10

SÃO PAULO - Depois de confirmar nesta segunda-feira que a partida contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro, não vai mais acontecer no Estádio do Canindé e sim no Itaquerão, o Corinthians aguarda o laudo de aprovação do Corpo de Bombeiros, antes de liberar a venda de ingressos para o jogo, que deve ocorrer na quinta-feira da próxima semana, às 16h.

Ao contrário do que aconteceu na derrota do Corinthians contra o Figueirense, quando o estádio recebeu 36 mil torcedores, os organizadores da Arena Corinthians devem disponibilizar praticamente todos os 68 mil ingressos do local, já que uma das principais alegações da Fifa para o local receber outro evento teste antes da Copa do Mundo, vai ser a liberação das arquibancadas móveis, que ficaram fechadas na partida do último domingo.

De acordo com o gerente de operações da Arena Corinthians, Lucio Blanco, o local não deve receber 100% de sua capacidade. "Geralmente trabalhamos com a possibilidade de liberar número um pouco menor, até pelo fato de o torcedor ainda não estar adaptado a sentar no local correto", disse o funcionário. Porém, ainda que o estádio tenha 100% de sua capacidade liberada para o jogo, a expectativa é que o local receba aproximadamente 50 mil torcedores na tarde do dia 29 de maio.

TORCEDOR PODE TER DINHEIRO DEVOLVIDO

Quem foi pego de surpresa com a mudança de local foram os próprios corintianos. Por meio do programa Fiel Torcedor, alguns torcedores do Corinthians já haviam comprado o ingresso para a partida contra o Cruzeiro, que aconteceria no Estádio do Canindé, às 22h. Mesmo assim, a mudança de local e de horário não são motivos de preocupação no clube.

Blanco esclarece que o caso deve ser resolvido sem grandes problemas para ambas as partes. "Tecnicamente é possível fazer as alterações sem nenhum problema. A comunicação entre o programa e os sócio-torcedores é muito boa e quem não conseguir ir até a Arena, deve ter o seu dinheiro devolvido", afirma o gerente, que admitiu a possibilidade de um pequeno reajuste de preço do ingresso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.