Corinthians espera o "sim" de Oswaldo

O anúncio da tão sonhada volta de Oswaldo de Oliveira ao Corinthians pode ser feito nesta segunda-feira. Os contatos entre treinador e diretoria corintiana permanecem e esta segunda-feira pode ser o dia D para o sim, ou então para o fim dos encontros. A demora na definição de Oswaldo anda deixando os dirigentes do Parque São Jorge irritados. Os nomes de Levir Culpi e Geninho começam a ganhar força nos corredores do clube."Acho muito difícil uma definição nesta segunda-feira. Tudo que parece ser rápido, às vezes demora", afirmou o vice-presidente de futebol, Antônio Roque Citadini, demonstrando um certo desconforto com a situação. "Mas garanto que R$ 250 mil por mês é uma coisa fora da realidade. Nossa meta é estabelecer a folha de pagamento de acordo com os padrões do futebol brasileiro."A identificação de Oswaldo com os corintianos é o que faz o presidente Alberto Dualib querer trazê-lo de qualquer forma para o clube. "Os títulos do Oswaldo pelo Corinthians vão pesar na decisão", disse Citadini. "O Corinthians é um clube democrático. O nome de consenso será confirmado."Indagado sobre a possível chegada de Geninho, Citadini desconversa: "Quando estiver tudo pronto, a gente fala."Já a situação de Ricardinho continua indefinita. Os dirigentes são-paulinos querem o jogador para reforçar a equipe, mas Citadini nega contatos. "Não sei de onde surgiu isso, apenas especulações."A reapresentação do elenco, após as férias, está marcada para o dia 2 de janeiro, quando embarcam para a pré-temporada, em Serra Negra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.