Corinthians espera o "sim" de Ricardinho

A diretoria do Corinthians espera que o meia Ricardinho, do Santos, diga nesta sexta-feira o tão aguardado ?sim? e oficialize o seu retorno ao Parque São Jorge. Embora o jogador ainda tenha contrato até o dia 31 de dezembro e não tenha marcado um prazo para a definição, a expectativa é de que o acerto seja feito rapidamente. ?Estamos esperando uma definição para amanhã (sexta-feira). No mais tardar, ele dará uma resposta segunda-feira?, afirmou Paulo Angioni, diretor da MSI. Fontes ligadas ao procurador do jogador, Marcel Figer, revelam que Ricardinho deve realmente voltar ao Parque São Jorge. O novo contrato com o Corinthians seria de dois anos, com salários próximos a R$ 150 mil. O meia está passando férias no sul de Minas Gerais, na cidade de Extrema, e economizando informações até para seus familiares. ?Já faz algum tempo que ele não liga?, reclama o tio Rubens Pozzi, em Curitiba. Para o Corinthians, ouvir o ?sim? de Ricardinho transformou-se em questão de honra. Ele encabeça a lista de reforços do técnico Antônio Lopes, foi elogiado por Tevez e sua contratação representaria um contra-golpe no Santos, após a saída do goleiro Fabio Costa. Além disso, o Corinthians ainda não conseguiu efetivar nenhuma grande contratação para a disputa da Libertadores, apesar de Antônio Lopes ter entregue a lista de reforços logo após o final do Brasileirão.Enquanto espera por Ricardinho, o Corinthians define quem é que vai ficar no gol. ?Não estamos procurando goleiros. Marcelo vai começar o Paulistão?, disse Angioni, deixando claro que o técnico está de acordo. Angioni afirmou também que ?não existe verdade nenhuma? nos rumores de que o clube estaria interessado na contratação de Silvio Luiz, do São Caetano, e de Oswaldo Sanchez, goleiro do Pumas e da seleção mexicana.

Agencia Estado,

22 de dezembro de 2005 | 19h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.