Corinthians espera reforços na sexta

O Corinthians enfrenta o Independiente, amanhã, às 20 horas, em Buenos Aires, pela Copa Mercosul, comemorando a chegada do goleiro Dida, do lateral Felipe e do volante Fabrício. E ainda vive a expectativa da contratação de André Luís e Vágner. O técnico Vanderlei Luxemburgo continua auxiliando a diretoria do campeão paulista nos contatos com os reforços pretendidos pelo clube. "Não podemos afirmar que está tudo definido, porque eles ainda não assinaram os contratos", afirmou o treinador, pouco antes do embarque da delegação para a Argentina. O plano de Luxemburgo é apresentar Dida, Felipe e Fabrício, sexta-feira, no Parque São Jorge. Com esses jogadores, o treinador acha que o Corinthians terá um elenco forte para terminar a temporada e começar vida nova em 2002. Os reforços "milionários" fazem parte do acordo que Luxemburgo acertou com a Hicks Muse, patrocinadora do Corinthians. Na quinta-feira, o treinador ameaçou deixar o clube, por causa da "morosidade" dos dirigentes em conseguir os reforços. A empresa norte-americana e o Corinthians prometeram, então, ao treinador que os jogadores solicitados seriam, finalmente, contratados. Dida, cujo passe pertence ao Milan, está em Belo Horizonte, onde tem uma academia, e aguarda uma comunicação do Corinthians para se apresentar no Parque São Jorge. Mas o goleiro só poderá ficar à disposição de Luxemburgo após o jogo entre Brasil e Chile, dia 7, em Curitiba, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo. O vice-presidente de Futebol do clube paulista, Antonio Roque Citadini, disse hoje que estava faltando um documento do Milan liberando o goleiro para poder anunciar a contratação de Dida. O dirigente afirmou que a situação de Felipe também está para ser oficialmente definida pelo Corinthians a qualquer momento. Reinaldo Pitta, empresário do jogador, cujo passe pertence ao Vasco, viajou hoje do Rio para São Paulo para acertar a negociação com o Corinthians. Alexandre Nunes, irmão e empresário de Vágner, do Celta de Vigo, disse que o Corinthians oficializou hoje o interesse na contratação do jogador. Quanto ao volante Fabrício, o presidente do União São João, José Mário Pavan, dá o negócio praticamente fechado. O clube de Araras poderá ainda ceder o zagueiro Bernardi. Em meio às contratações, Citadini afirmou que a transferência do atacante Ewerthon para o Borussia Dortmund está definida, mas o clube alemão vai ficar com 50% do passe. "Estamos acertando a outra parte, mas o Corinthians vai receber o valor integral (US$ 9 milhões)", garantiu o dirigente. "Logo vamos enviar fax para as redações explicando tudo sobre a negociação do atleta."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.