Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Corinthians espera tirar proveito da crise do Fluminense

Renato Augusto entra no lugar de Danilo e Pato será titular pela segunda vez consecutiva

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2013 | 07h30

SÃO PAULO - Os dois últimos campeões brasileiros se enfrentam, às 21h50, no Maracanã e vivem situações opostas. Em ascensão, o Corinthians, no G-4, sonha com o título e quer se manter firme na perseguição ao líder Cruzeiro. Já o Fluminense está imerso numa crise mesmo após a troca de Abel Braga por Vanderlei Luxemburgo – o time só conquistou uma vitória nos últimos nove jogos, o que explica o 14.º lugar na classificação.

Tite está em vantagem em relação a Luxemburgo. Apesar de não contar com o peruano Guerrero, o técnico consegue poupar Danilo, que ficará no banco de reservas, e dar nova chance e ritmo de jogo a Renato Augusto. O trio de atacantes que derrotou o Vitória está mantido: Romarinho, Alexandre Pato e Emerson Sheik.

Essas duas mudanças implicam uma mudança significativa de jogo. O Corinthians tende a se tornar um time que cadencia menos o jogo para usar a velocidade. Renato Augusto é mais rápido e chega mais ao ataque que Danilo. E Pato é uma arma melhor para puxar um contra-ataque do que Guerrero, que defende a seleção peruana em amistoso na Coreia.

No último treino antes da partida, Tite posicionou Renato Augusto centralizado no meio de campo. E ele tinha obrigação de carregar pouco a bola e lançar para Alexandre Pato, o atacante mais enfiado do time. Outra jogada testada: lançamentos longos para Romarinho, na direita, ou Emerson, na esquerda. Guilherme foi um dos que mais treinaram esse fundamento.

Jogar com velocidade pelas laterais do adversário pode ser uma boa saída para o Corinthians buscar a vitória porque o Fluminense não terá seus dois titulares da posição. Carlinhos, está suspenso, e Jean, na seleção brasileira. “Precisamos nos adaptar aos jogadores que entram, como o Renato Augusto, tentar ficar com a bola, mas sem tirar a correria dos atacantes. E compactar nosso time no campo do adversário”, disse o lateral-esquerdo Fábio Santos.

Se quiser continuar brigando na parte de cima da tabela, o Corinthians precisa vencer o Fluminense, porque caso o contrário dificilmente o time, com 21 pontos, não será ultrapassado. Há um pelotão de equipes logo atrás com 20 ou 19 pontos.O desafio é por fim a uma oscilação no campeonato. O time de Tite alterna bons jogos como foi contra o Grêmio, Criciúma e Vitória com partidas ruins, como no clássico contra o Santos e São Paulo. Apesar disse, Tite vê essa sequência como positiva.

Para Fábio Santos, um empate não pode ser desprezado. Segundo ele, o time já ganhou do Vitória e vai enfrentar o Coritiba, domingo, em casa.

A meta, segundo ele, seria conquistar sete pontos nesses três jogos. “É importante somar o maior número de pontos e ficarmos no pelotão de frente”, disse o lateral-esquerdo.

Além de não contar com os laterais titulares, Luxemburgo perdeu o atacante Fred, que também defende a seleção brasileira.

O clima nas Laranjeiras não é bom, com protestos da torcida durante o treino de ontem. Se não bastasse a fase ruim, o Flu vem de derrota por 3 a 2 no clássico contra o Flamengo. Luxemburgo fez mistérios na escalão, mas deve escalar o veterano Felipe no meio de campo e Samuel e Sóbis no ataque.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Ronan; Edinho, Diguinho, Felipe e Eduardo; Rafael Sóbis e Samuel. Técnico: V. Luxemburgo

CORINTHIANS - Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Renato Augusto e Romarinho; Alexandre Pato e Emerson Sheik. Técnico: Tite

Juiz: Andre Luiz de Freitas Castro (GO); Local: Maracanã; Horário: 21h50; Transmissão: Globo e Band

Tudo o que sabemos sobre:
corinthiansfluminenseBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.