Corinthians está cheio de confiança

A classificação do Corinthians para as quartas-de-final da Copa Sul-Americana ? arrancada aos 46 minutos do segundo tempo em Buenos Aires, contra o River Plate ? fez um bem enorme ao relacionamento entre os jogadores e o recém-chegado técnico Antônio Lopes. A emoção ajudou a aproximação entre as duas partes. E isso poderá ter reflexos na reta final do Campeonato Brasileiro. Provavelmente já no domingo, no Pacaembu, contra o Brasiliense.?Não há dúvida de que a maneira que ficamos com a vaga para a Copa Sul-Americana fará um bem para o nosso futuro. Aumentou a confiança do grupo?, assumiu o meia Roger. ?Foi ótimo eliminar o River Plate no estádio deles. O Corinthians mostrou a sua força. Estou muito feliz?, admitiu Tevez.?O que eu mais gostei foi ver a coragem do grupo. Ninguém desistiu. Lutamos até o final. Conseguimos a classificação aos 46 minutos do segundo tempo. É esse espírito que eu quero no Corinthians?, avisou Antônio Lopes.Marinho, que marcou o gol aos 46 minutos, aproveitou e repetiu uma velha mágoa. ?Outra vez eu joguei bem. Sei que existem vários críticos ao meu futebol no Corinthians. Mas estou provando a minha utilidade. Fui perseguido à toa. Não tive seqüências de jogos por aqui. Ninguém poderia falar se eu era ruim ou bom. Agora, não. As pessoas podem avaliar de verdade?, afirmou o zagueiro.Reforço - A diretoria do clube já começou a trabalhar nos bastidores para tentar inscrever Nilmar. O jogador contratado junto ao Lyon não chegou a tempo de ser relacionado entre os atletas corintianos que disputam a Copa Sul-Americana. A idéia é colocá-lo no lugar do contundido Jô.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.